Midsommar – Parte I

A festa do Midsommar ou Solstício de Verão acontece em todos os países da Escandinávia e é considerada uma das festas mais importantes do ano. Acreditem, aqui na Suécia o Midsommar chega a ser mais festejado do que o Natal.

E qual é a graça da comemoração? Nada mais do que um ritual para celebrar a fertilidade da natureza. Olha que bonito isso! Ou em outras palavras seria um “ritual realizado no exato momento em que o Sol e a Terra estão no auge de seus poderes reprodutivos”. Sexy, não?

As pessoas mais tradicionais costumam usar trajes bem coloridos, consomem comidas típicas e bebem até cair!!!

E pela primeira vez participamos de uma festa como essa. Eu e o maridão fomos convidados por um amigo sueco, o Börje (lê-se Boriê), a conhecermos a tal festa tradicional.

O local era ultra-mega-master-blaster familiar, então, precisei me comportar e nem pude tomar umas e outras, afinal não poderia fazer feio e embaraçar o maridão, né?!

Visitamos o salão existente no local. Meio rústico, meio apagado, meio vazio, na verdade meio sem graça, mas tinha a promessa de muito agito no encerramento. Não vimos o encerramento da festa, porque como estávamos de carona, tivemos que ir embora mais cedo. E como temos juízo, obedecemos pianinho.

Outra tradição no Midsommar são as coroas utilizadas por mulheres SOLTEIRAS. Porque, assim como no Brasil, aqui também tem simpatia: “As meninas acreditam que sonharão com seus futuros maridos se, antes de dormir, colocarem sob o travesseiro um buquê de nove tipos de flores-do-campo recém-colhidas”.

E para entrar no clima da festa, as crianças e mulheres casadas também usam essa coroa. Para ilustrar como é essa coroa, consegui tirar foto de crianças:

… mais novidades sobre o Midsommar Festival estarão nos próximos posts.

Vi ses… hej då! 😉

** Post de 08 de agosto 2011 **

Faça a teimosa feliz. Comente!