Domingo de sol

No final de semana que passou, Gotemburgo foi marcada por vários eventos sociais. “Mercado de Pulgas” em Majorna, Carnaval, Parada Gay e Dias das Mães faziam parte da agenda de muita gente. Só que para a minha tristeza, não estavam na minha agenda. E por que raios não estava? Porque a cabecinha de vento aqui esqueceu completamente disso tudo. Nem preciso dizer que estou morrendo de raiva de mim mesma, né?!

Quando vi algumas fotos na internet do Carnaval, uma lágrima escorreu pelo rosto e meu coração ficou apertado, porque queria muito compartilhar esses eventos aqui. Pois é… “perdeu perdeu”.

 

Minha agenda para o final de semana acabou sendo bem light, porque aproveitei para ir ao parque e me entreti com um mini piquenique. O parque escolhido foi o Delsjöns Naturreservat (já falei dele aqui), localizado no bairro de Örgryte. Esse parque é uma reserva natural, ideal para caminhadas e corridas, com campo de golfe para os amantes desse esporte e um lago bem gelado.

Próximo ao lago há toda uma estrutura para atender as inúmeras pessoas que lotam o parque nos dias ensolarados:

  • Estacionamento de bikes

  • Banheiros

  • Quiosque com bebidas, sorvetes e alguns sanduíches

  • E muitas latas de lixo para manter a limpeza e os bons modos

Para ficarmos mais a vontade, escolhemos um lugar à sombra, porque o sol estava de pelar. Maridão queria estudar sueco e eu queria tomar conta da vida alheia. Sem dizer que eu também não queria ficar com aquela marca de pizzinha nas minhas lindas axilas. Estendemos nossa toalha de piquenique e ali nos jogamos.

 

Levamos nossos próprios snacks, mas nada de coisa gordurosa. Dessa vez foi pra lá de saudável: morango, uva, tomate, vagem, rabanete e maçã fizeram parte do nosso cardápio.

E como fazer para manter tudo isso ainda fresquinho e bem conservado durante o piquenique? Simplesmente levando numa bolsa apropriada. Além de ter uma parte térmica, essa bolsa ainda é equipada com copos, pratos, talheres, mini tábua, mini frascos de temperos e guardanapos de pano. Ganhamos essa lindeza de amigos super queridos durante uma visita à Suécia.

Mas tem muita gente que leva o almoço de verdade, com direito a marmitinha e tudo. E aqui não estou falando de farofada não, porque isso é normal na terra dos vikings.

O parque vira uma praia. Todos usam roupas de banho, levam as cadeiras de sol, cestas e mais cestas de piquenique são vistas em todos os lugares, algumas mini churrasqueiras e outras descartáveis também estão espalhadas pela região.

Os mais audaciosos, e porque não dizer corajosos, se esbaldam nas águas gélidas do lago.

Como eu não sou audaciosa, nem corajosa e muito menos viking, só me arrisquei mesmo em colocar os pés horrendos na beiradinha do lado. Afe… estava o maior gelo!

Quem espera ver uma sueca usando um legítimo biquini brasileiro esqueça, porque isso está fora de cogitação. É só no calçolão!

E assim como no Brasil, as suecas também gostam de desamarrar a parte de cima do biquini, afinal as marquinhas devem estar no lugar certo.

Viu como rendeu o assunto por tomar conta da vida alheia?

Vi ses… hej då! ;-)

3 pensamentos

  1. Oi Flor, tenho uma boa notícia: a parada gay ainda não foi! Pelo que vi no centro turístico lá no Nordstan a parada gay será no próximo final de semana 😉 Aí dá pra vc ir e tirar fotos bem legais! rs

Faça a teimosa feliz. Comente!