Degustando: Müsli

Eu sempre tive certo preconceito por produtos que levam o nome do supermercado. Talvez, seja porque 99% dos produtos que comprei me decepcionaram. Claro, que também não posso descartar a hipótese que eu tenha contribuído para essa minha aversão. De que forma? Escolhendo os produtos errados.

Quando cheguei aqui em Gotemburgo, é claro que vim acompanhada de todos os meus vergonhosos vícios, incluindo a minha aversão por esses tais produtos de supermercado. No começo eu virava o nariz e fazia queixinho de esnobe, até que meu “saudoso salve salve” marido me convenceu de que deveríamos fazer uma experiência.

E adivinha o que eu achei? Simplesmente delicioso, esplendorosamente qualificado e economicamente satisfatório. Principalmente quando os produtos são do supermercado ICA. Além de serem de primeira qualidade, os produtos são melhores que muitas marcas renomadas no mercado.

Entre uma experiência e outra o Müsli se apresentou a mim. Trata-se de um cereal matinal popular, à base de flocos de aveia, frutas e frutos secos. Não que eu seja um exemplo de pessoa saudável, porque isso está longe de acontecer, mas eu confesso que curto comer um cereal de vez em quando.

E olha só que interessante. Esse tipo de cereal foi desenvolvido pelo médico suíço Maximilian Bircher-Benner para os doentes no seu hospital. Só que o negócio é tão bom, que acabou caindo nas graças do povo. Ainda bem minha gente! Ainda bem!

No supermercado ICA dá para encontrar esse produto em 3 versões:

  • Jordgubb & Yoghurt Crunch (com pedaços de morango e mix de cereais)

  • Müsli 45% Frukt (com passas, banana, abacaxi, mamão, damascos e tâmaras)

  • Müsli 50% Frukt & Nötter (com passas, banana, abacaxi, lasquinhas de coco, tâmaras, mamão, sementes de abóbora, amêndoas, avelãs e nozes). De longe o meu preferido…   Coração vermelhoCoração vermelhoCoração vermelho

Por 750 gramas de pura gostosura paga-se o valor de SEK 27,90 (aproximadamente R$ 7,00). O pacotinho dura horrores, pois uma pequena porção é o suficiente para forrar o estômago.

Quando estou em casa e com tempo, porque você precisa mastigar muito bem todas essas coisinhas, eu adoro saboreá-lo com iogurte e um pouco de mel. Fica mais do que convidativo e apetitoso.

Eu acho que as grandes redes de supermercados no Brasil e principalmente os fabricantes, deveriam se inspirar e se espelhar no modelo de qualidade sueca. Qualidade excelente e preço justo. Será que um dia isso acontecerá?

Vi ses… hej då! ;-)

3 pensamentos

  1. É bom mesmo tirar o preconceito..Hehehe! Eu aprendi com a minha mãe sempre a olhar a empresa q faz o produto marca própria e da próxima vez q vc vir aqui tente fazer isso…Vai se surpreender em ver q o bolo do Carrefout é da pulmann, o sorvete da Kibom e outros ainda vc nao conhecerá a empresa, nas se surpreenderá com a qualidade 😉

  2. Oie Vânia, por aqui eles tb prezam demais pela qualidade. É qualidade ou o seu dinheiro de volta! Meu esposo ama cereal no café, com ctz se visse isso iria comprar todos os sabores, hahahaha :)!

    Bjs

Faça a teimosa feliz. Comente!