É tempo de Primavera: pelas ruas de Gotemburgo

Eu tenho uma grande amiga aqui na terra dos vikings. Ela é magricela, desajeitada e vive com os faróis acesos. Apesar de não falar muito, de vez em quando banca a resmungona e eu como a mais nova amiga dela aguento, né?!

Ultimamente ela tem me ajudado e muito. Como? Carregando minhas compras onde quer que eu vá, me acompanhando durante os exercícios para as pernocas e principalmente me auxiliando em diversos cliques que faço pela cidade.

Apresento a vocês a Soraya… a minha magrela. A magrela é a da esquerda na foto, tá?!

Entre uma pedalada e outra, a Soraya foi a responsável por me ajudar a descobrir que as flores não estão apenas em parques e floriculturas, mas também que estão espalhadas pelas casas e ruas de Gotemburgo. É muita beleza de se ver e se encantar! Beleza essa que nem sempre conseguimos apreciar de dentro de um carro, tram ou ônibus.

Consegui registrar tulipas, rosas e outros tipos de flores espalhadas pelos jardins do bairro onde moro. E pra quem acha que eu invadi alguma propriedade, pode tirar o cavalinho da chuva, porque eu me comportei como um legítimo sueco…  “cada um no seu quadrado”.

  

Só não me comportei na área de lazer onde moro, porque né, eu posso invadir mesmo… “tô pagando”. E não é que tem coisas lindinhas também.

Já indo em direção ao centro, a imagem de uma cidade triste, fria e às vezes sem graça, muda completamente nessa época. Os dias ensolarados, obviamente, são os que mais se destacam, mas os dias nublados também têm o seu charme.

Realmente, a natureza é tão encantadora que de suas árvores podem sair lindos buquês ou para o meu deleite um lindo “V” de Vânia.

Mas a Primavera não é feita apenas para nos encantar, mas também para nos causar muitos espirros. Um desespero para os alérgicos de plantão.

E como o clima agora é de “a felicidade está no ar, eu quero mais é aproveitar” (rimou), as lojas de Haga também entram na onda e tentam atrair os clientes usando a criatividade primaveril. Tudo bem, que não é aquela sofisticação, mas gostei do resultado fotográfico.

IMG_4797

Ah, essa época também é boa para ver como realmente as coisas são. Eis aqui a famosa pedra (pra mim é claro) onde eu escrevi Diário de uma Teimosa durante o inverno. Da para acreditar que é o mesmo lugar? Completamente diferente, né?!

Pois é, a Soraya me permitiu descobrir o encantamento da Primavera e ver a cidade de outro plano. Será que valeu a pena? Acho que pelas fotos dá pra saber a resposta, não?

Vi ses… hej då! ;-)

3 pensamentos

  1. Oi Vânia, td bem?
    Estou adorando as flores, é muito lindo! e minha flor preferida está em todos os lugares que legal!!!
    Aqui em São Paulo, ta um friozinho tão gostoso, que minha filha preparou um leitinho com chocolate e marshmallows…lembrei de vc no frio congelante daí…ihihihih.
    bjs

  2. Oi Vânia!

    Hoje quero estrear a minha magrela! Se tudo der certo… Faz um mês que ganhei ela mas ainda não sai para pedelar porque dei um upp na bichinha. Quem sabe eu deixo uma foto lá no blog também!
    Beijos!

    1. Maria Helena,
      Isso mesmo, aproveite que hoje não está chovendo e curta sua magrela, porque quando chove fica difícil aproveitar a cidade, né?! Bom, pelo menos eu ainda não virei viking nesse sentido.
      E registre sim esse momento, pois tenho certeza de que irá matar a curiosidade de muita gente… incluindo eu :D!
      Beijos

Faça a teimosa feliz. Comente!