Alice Cooper

Dá para acreditar que aos 64 anos de idade Alice Cooper ainda continua fazendo turnês? O cara choca o público com seus shows desde a década de 70. Também não é para menos, com esse visual todo gótico somado a letras obscenas, obscuras e sangrentas é de chocar mesmo. Sem dizer que até hoje são utilizados durante os shows guilhotinas, cadeiras elétricas, cobras vivas, bonecas voodoo, sangue falso e otras cositas mas. Um perfeito teatro de terror!

E é claro que sou a prova de que tudo isso ainda é real mesmo, já que para a minha felicidade semana passada ele esteve aqui em Gotemburgo. Acho que nem preciso dizer que corri para assistir ao show lá no Liseberg, né?!

Eu e o maridão chegamos apenas meia hora antes do show começar e o espaço já estava totalmente dominado.

Mas como eu sou insistente e não me dou por vencida, fui caminhando, me infiltrando e tomando o meu espaço. Só que não consegui chegar perto do palco, porque né, convenhamos, ficar num “budum” com muitos sovacos cheirando a CC vencido ninguém merece.

O show começou com 15 minutos de atraso, mas juro que não havia ninguém estressado por causa disso. E para quem acha que é uma mega produção hollywoodiana, não se iluda. A abertura do show foi simples e tosca ao mesmo. Nada de bailarinos bonitões, sarados e pernudos e nem mesmo telão sincronizando imagens com a música. Alice Cooper apareceu de trás de uma cortininha, em cima de uma escada, todo montado no look black e jaqueta com pernas de aranha.

E a performance aconteceu como tinha de ser. Nenhuma música foi adaptada para uma nova versão, o que acabou resultando na felicidade dos suecos que não gostam de novas versões e confesso que na minha também.

 

Na minha humilde opinião alguns momentos foram hilários durante o show:

  • Um deles foi quando tive a sensação de estar no programa do Silvio Santos no quadro Quem quer dinheiro? Tudo isso porque ele colocou dinheiro na espada e jogou para o público… pena que eu estava tããããããããão longe.
  • Outro foi quando a banda começou a tocar alguma coisa que me lembrou uma música do Sidney Magal, chamada O meu sangue ferve por você. Tá bom, nada a ver comparar Alice Cooper com Sidney Magal, mas eu lembrei… fazer o que?

E mantendo a tradição o show foi repleto de cenas exóticas:

  • Com a cobra

  • Com o sangue falso

  • Danças, beijos, abraços e cenas sensuais com uma boneca inflável

  • Incorporando Victor Frankenstein

  • O próprio Frankenstein parecendo um boneco de Olinda e roubando a cena

  • E o uso da guilhotina quando o próprio Alice Cooper teve sua cabeça decepada de mentirinha e exibida ao público (tô triste porque a foto não saiu)

Mas o auge mesmo estava por vir quando o Alice Cooper apareceu segurando a bandeira da Suécia e usando a camiseta da seleção.

E ao final do show gentilmente agradeceu ao público dizendo obrigado em sueco… Tack!

O que dizer de tudo isso? Amei esse show e valeu muito a pena ter assistido.

Deixo aqui a minha música preferida do Alice CooperPoison.

Minha música favorita: “Poison”

 

E se você tem curiosidade de saber como foi o show, mais alguns vídeos estão disponíveis no meu canal no Youtube ou acesse os links abaixo.

Abertura:
https://www.youtube.com/watch?v=rdZdHGoO8e0&feature=context-chv
No more Mr. Nice Guy + Hey Stoopid:
https://www.youtube.com/watch?v=7YyKSyUgs1A&feature=context-chv
School’s Old:
https://www.youtube.com/watch?v=pd9ABtkQH48&feature=plcp

Vi ses… hej då! ;-)

6 pensamentos

  1. Gente…. que coisa bacana! Adorei Vania. Terror não é meu estilo… hehehehe… mas adorei tudo, principalmente a forma como você narrou. Agora se enfiar no meio da sovaqueira é necessário minha filha… hahahahah…. eu já não sei como escapar delas. Beijo

    1. Oi Cintia, ainda estou tentando me adaptar a essa sovaqueira, mas confesso que tá bem difícil, viu?! Sem dizer que mesmo agora no verão as pessoas insistem em usar blusa de lã… pra que eu não sei! 😀
      Beijos

  2. Olha a Sra Vânia se revelando!!
    Sabia desse seu lado “sexta feira 13” não… hahahahaha!!!
    Esse ano não fui a nenhum show no Liseberg e perdi o Timbaktu ontem de novo!
    Falando nisso, vai no Kulturkallas??
    Beijos!

    1. Hahaha… adorei o “sexta-feira 13” e tô rindo muito aqui!!!:D 😀 😀
      É… eu vi que teve show do Timbaktu ontem no Götaplatsen, mas acabei optando por assistir Top Cats.
      Minha intenção é dar uma passada todos os dias no centro pra ver o que está rolando, afinal isso é só uma vez por ano, né?!
      Se quiser marcar alguma coisa me avise.
      Beijos

Faça a teimosa feliz. Comente!