Göteborgs Kulturkalas 2012

Göteborgs Kulturkalas trata-se de um festival cultural que acontece anualmente aqui em Gotemburgo. São seis dias de pura diversão, já que centenas de atividades culturais estão espalhadas pelas ruas e praças da cidade. E o melhor de tudo isso é que a entrada é gratuita. Além disso, não importa o gosto pessoal ou a idade, pois com certeza alguma atividade terá a sua cara. Entre elas estão:

  • ballet, carnaval, jazz, hip hop, DJ, dança
  • teatro de rua e orquestra sinfônica
  • cinema, circo, conto de fadas, poesia
  • museus e mercados
  • artistas internacionais e bandas locais
  • culinária multicultural

E detalhe… é de que a maioria dessas atividades acontece ao ar livre. Afffffeeee é muita coisa para ser vista e aproveitada.

Esse ano o festival aconteceu de 14 a 19 de agosto e felizmente São Pedro estava meio distraído, pois o bom tempo e a temperatura agradável permaneceram durante todo esse período. Diferentemente do ano passado que choveu e fez frio, esse ano os suecos puderam aproveitar a diversão e lotaram as ruas de Gotis City.

   

A programação diária, contendo todas as atividades com seus respectivos locais, podia ser encontrada no site oficial do evento, em cartazes e jornais espalhados por toda a cidade. Portanto, sem desculpas de “Ai eu não sabia”.

 

Artistas de diversos estilos musicais se apresentaram nos palcos oficiais da cidade. Bastava olhar a programação e lá estava eu o maridão para conferir.

  

E nessa programação descobrimos duas bandas suecas no estilo rockabilly que acabamos gostando: Top Cats e John Lindberg Trio.

 

Os shows oficiais ficaram abarrotados e em alguns momentos foi difícil arrumar um espaço.

 

Mas quem disse que o agito é só por conta dos locais oficiais? Que nada! Muita gente aproveitou a semana cultural também para mostrar todo o talento, fosse cantando e performando, vendendo os próprios CDs e ganhando alguns trocados.

   

Mas tem aqueles que não ligam para os trocados já que o querem mesmo é se vender. Seja colocando o baterista na caçamba do carro e a parafernália musical num trailer ou utilizando toda a tecnologia da Apple com direito a muitos “ais” (iPad, iPhone, iMac e iMeubolso) para controlar os sons e todos os efeitos especiais.

 

E tem gente que não tem vergonha nenhuma de “bailar” em meio a tanta gente. Acho que precisa de muita coragem. Ou será que é total falta de bom senso? Ao som do DJ Mosquito essa “tia” desembestou a dançar e não parava mais. Mas quer saber? Ninguém ligou. Quase ninguém, porque eu liguei e gravei um vídeo… rá!

 

Enquanto os adultos se esbaldavam pelas ruas, a criançada se divertia mesmo no espaço reservado  para elas no Trädgårdsföreningen.

  • Piscina com bolas gigantes (acho que deve ser a mesma utilizada durante a Partille Cup).

  • Balcão de areia.

  • Teatrinho.

  • Escalada.

  • Xícaras giratórias.

  • Capoeira de uma legítima academia brasileira chamada “Capoeira Volta ao Mundo”. O melhor foi o mestre tentando ensinar as crianças a cantar “paranauêêêê paranauê” e parando para escutar. É claro que só deu pra ouvir uns burburinhos e nada mais.

 

  • Barquinho à vela com uma fila imensa de pais desesperados para colocarem seus filhos ali.

  • Musiquinhas e muita cantoria para entreter os pimpolhos.

E é claro que a mistura de brasileiros e suecos não podia faltar e marcou presença mais uma vez no evento, fazendo muito batuque e sambando pelas ruas.

E mesmo sem as mulatas do Sargentelli e as exuberantes rainhas de bateria, o público fechou o cerco, aproveitou a batucada e aplaudiu.

 

E uma das melhores partes do evento foi a hora de “comer para poder crescer”. Sim, as gordices… comidinhas gostosas e exóticas de várias partes do mundo. Variando desde churrasco australiano com direito a carne de jacaré e canguru até doces de todos os tipos. Mas como eu sou meio cabeçuda esqueci de registrar o espaço enorme no centro da cidade que estava dedicado à culinária. Então o jeito é postar somente as duas fotos que tirei.

 

Ufa! Depois de uma semana de maratona festiva, está na hora descansar.

E para quem tiver curiosidade alguns vídeos estão disponíveis no meu canal do YouTube.

Vi ses… hej då! ;-)

2 pensamentos

  1. Muito legal, Vânia! Este ano não fui, mas já deu prá ter um gostinho do que foi através do seu diário!
    Adorei a funkeira, hehehe….
    Beijo

    1. Cris! O evento foi nos mesmos moldes do ano passado, portanto, não havia tantas novidades. Mas gostei desse ano por ter aproveitado mais e principalmente por ter documentado tudo que eu pude. Que bom que você achou legal e ficou a par dos acontecimentos :D. Um super beijo.

Faça a teimosa feliz. Comente!