Doggy Professional Agility Cup 2012

O ano passado eu descobri essa competição bem ao estilo xereta mesmo. Sabe, quando você está andando pela rua feliz e contente, encontra uma muvuca de curiosos e já vai logo metendo o nariz para ver O que é que há velhinho? E foi assim que eu descobri Doggy Professional Agility Cup.

Felizmente esse ano não precisei meter o nariz onde eu não era chamada. Para a minha total comodidade, a divulgação do campeonato “cachorrorístico” também aconteceu no jornalzinho da programação do Göteborgs Kulturkalas. O local: Trädgårdsföreningen. A data: 18 de agosto.

E lá estava eu mais uma vez para apreciar esse dog sport. E qual é a desse esporte? Basicamente, o manipulador direciona o cão (sem coleira) através de um percurso de obstáculos, numa corrida de tempo e precisão. O controle do manipulador só pode ser através da voz e vários sinais com corpo, já que está terminantemente proibido tocar no cão ou nos obstáculos. Por isso, precisa ter um super entrosamento entre o cão e o manipulador.

É claro que algumas atrapalhadas acontecem e pelo que pude observar, às vezes, o próprio manipulador confunde o pobre coitado do cão. Mas também tem aquele cãozinho que por algum motivo dá “aquela loucura” repentina e perde totalmente o foco no percurso. Foi o que aconteceu com esse cachorro aqui, que ficou correndo de um lado para o outro como um doido e latindo para o público.

Ah, tá achando que tudo é uma bagunça só? Que nada! Tudo é bem organizado como qualquer outro campeonato.

  • Área para o locutor e juízes e competidores devidamente em seus lugares.

  • Área de descanso para os atletas de quatro patas e seus acompanhantes, com direito a tenda de proteção.

  • Área de aquecimento: aqui os manipuladores ficam incitando a energia no cão, seja puxando corda, jogando brinquedos ou apertando os pobres coitados.

  • Mesa de premiação: troféus e rações fazem parte do pacote.

Além disso, não é só o cão que precisa ter agilidade, pois o manipulador precisa ter um bom preparo físico também, porque precisa acompanhar muito bem o cão durante o percurso.

Como cheguei logo na abertura do campeonato, por volta das 11 horas, os obstáculos dispostos por ali ainda eram os básicos e nada de grandes emoções. Somente no período da tarde é que os obstáculos maiores seriam colocados. Acho que nem preciso dizer que não fiquei ali o dia todo, né?!

De qualquer forma deixarei alguns vídeos do campeonato desse ano (compactado) e um vídeo que fiz no ano passado com os obstáculos maiores.

2012

2011

Vi ses… hej då! ;-)

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s