Göteborgs Konstmuseums: a exposição A, B, Se

Não lembro se já comentei aqui no diário, mas Gotemburgo é uma das cidades que mais chove na Suécia. Nas duas últimas semanas praticamente choveu todos os dias aqui em Gotis City e toda a programação das atividades outdoor foram literalmente por água abaixo. Se fosse somente a chuva estava bom demais, mas o problema é quando a chuva resolve trazer o seu companheiro de partido… o vento.

Realmente nesses dias eu super curto ficar mofando dentro de casa só de pijama e toda descabelada. Parece fácil, não fosse o fato que eu tenho uma buzininha na minha orelha quando o tempo está assim. Essa buzininha… é o ogro do maridão! O menino detesta ficar em casa e parece até que ele nasceu com as rodinhas nos pés. Convencê-lo a ficar no cafofo quentinho é uma tarefa árdua e praticamente impossível, apesar de eu tentar argumentar de todas as maneiras possíveis. Sabe o que acontece? Uma total insensibilidade por parte dele. E aí o jeito é dizer Ok, você venceu!

Para ele pouco importa para onde vamos, porque o que ele quer mesmo é respirar um ar geladinho e bater perna por aí. E já que ele quer sair, é exatamente nesses dias que eu tento me aproveitar da situação. Como faço isso? Enfiando o pobre coitado dentro de um museu. Tudo bem que Gotis City possui poucos museus, mas é uma das saídas que tenho para ficar sequinha e quentinha.

E como não sou boba e nem nada, aproveitei a oportunidade em um desses dias molhados para arrastá-lo até o Göteborgs Konstmuseums e ver a exposição A, B, Se!

A exposição é uma parceria do museu com o Barnkulturåret (em português Ano Cultural da Criança) destinada ao público de jovens e crianças. Tá certo que eu não tenho mais idade para isso, mas como o meu espírito ainda é jovem (olha só… tô me achando) eu tinha a necessidade de conferir pessoalmente.

Basicamente é uma exposição que traz ilustrações de livros infantis. Há alguns clássicos datados de 1954, 1967 e 1974 e alguns contemporâneos datados de 2002, 2003, 2009 e 2011. Preciso dizer que as histórias e os autores são todos suecos? Acho que não!

Além disso, há pequenos espaços que te convidam a algumas brincadeiras, meio bobas até para um adulto, mas talvez divertidas para uma criança. Experimentar diversos sapatos coloridos é uma delas.

 

É uma exposição simples, pequena, sem alvoroço e muito menos que necessite da queima de neurônios para entendê-la. Sabe de uma coisa… acho que gostei. E por quê? Porque a ideia do projeto nada mais é que incentivar a molecada a se interessar e explorar o mundo da arte.

 

E agora o maridão que se cuide porque dia de chuva é dia de ir ao museu. E se ele choramingar muito… eu o levo pra tomar café e tá tudo resolvido.

Vi ses… hej då! ;-)

6 thoughts

  1. Vânia parabéns pra o teu marido rsr eu já sou mais do seu time, essa chuva chatinha me deixa numa preguiça danada e confesso que está difícil sair da cama de manhã viu.
    Super legal a exposição, a Suécia é mesmo tudo de bom no que se refere a crianças.
    Obrigada pela visita carinhosa lá no meu blog.
    Abraços e otima semana.

  2. Oi estou na expectativa de conhecer os museus aí de Gotemburgo……….a partir de janeiro que poderei matar minha curiosidade….Bjo!

    1. Gerusa!
      A cidade possui alguns museus sim, mas não é nada de especial. Não dá para comparar com os acervos de Londres e nem com o Louvre, mas quebra um super galho nesses dias chuvosos ;-).

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s