A tradicional casa vermelha na Suécia

Você já teve a oportunidade de ver de pertinho um campo sueco? Ou pelo menos viu alguma reportagem na televisão exibindo imagens de edifícios, casas, celeiros, casas de veraneio ou casas de barco todos pintados de vermelho? Já se deleitou com aquela típica paisagem bucólica sueca? Bom, eu aposto que sim!

A tradicional casa vermelha na Suecia-6

As casas de campo vermelhas com seus detalhes em branco são tão tradicionais na Suécia, que não se trata apenas de uma simples pintura de casa, mas faz parte da história cultural do país.

A tradicional casa vermelha na Suecia-5

A famosa tinta vermelha utilizada na pintura das casas e celeiros em madeira na Suécia é chamada de falu rödfärg. Traduzindo para o português seria algo como falu cor vermelha ou falu pintura vermelha.

A tradicional casa vermelha na Suecia-4

Aí você que é espertinho e não desgrudou os olhos da tela pode me perguntar “E essa palavra Falu que você não traduziu, o que significa?”. Na verdade, Falu é uma mina de cobre que fica situada na cidade de Dalarna, na região central da Suécia, onde esse pigmento vermelho foi originado.

A tradicional casa vermelha na Suecia-1

Lá nos tempos da carochinha, as pessoas não pintavam suas casas, justamente porque a tinta era muito cara. Mas foi aí que a partir do século 16, alguns proprietários com uma situação financeira digamos que melhorzinha, começaram a usar o tal pigmento para dar uma embelezada geral na casa. Pintar a casa naquela época era sinal de riqueza, já que o país era pobre de marré, marré, marré. As pessoas achavam que a cor imitava os famosos edifícios de tijolinhos, localizados principalmente em grandes cidades como Estocolmo e Gotemburgo.

E como nada se cria e tudo se copia, finalmente no século 19 esse tipo de pintura deixou de ser exclusividade dos “ricos” e invadiu de vez as áreas mais rurais. Fazendeiros e agricultores pobres também começaram a deixar suas casas mais charmosas e adotaram a tão famosa tinta vermelha. Mas sabe o que aconteceu? A cor virou “carne de vaca”, tudo muito igual, sabe. A galera que já não aguentava o tal vermelho vermelhaço meio que se revoltou e começou a utilizar cores diferentes, como o cinza, o branco e um amarelo borocoxô.

O fato interessante é que a composição dessa tinta ajudava – e ainda ajuda – na preservação da madeira, fazendo com que a mesma fosse mantida por muuuuuuito mais tempo. Ela meio que produz um revestimento que permite a madeira respirar, ou seja, a umidade entra e é evaporada numa tal rapidez, que minimiza o risco de podridão.

A tradicional casa vermelha na Suecia-7

Ah, e isso sem contar que a casa pode ser pintada a cada 20 anos, de tanto que a tinta é porreta que só. Agora, por outro lado ela já não é mais tão baratinha assim. Afinal, são outros tempos, né?!

A tradicional casa vermelha na Suecia-2

Acho que nem preciso dizer, mas a cor virou tradição e até hoje continua firme e forte na modinha das casas suecas, principalmente nas residências de veraneio.

A tradicional casa vermelha na Suecia-3

Lindas de se ver e fotografar, não?!

Vi ses… hej då! 😉

14 thoughts

  1. EEE suecia, só em algumas fotos já apareceu 2 bicicletas não pressas/trancadas, aqui só depois de umas 80 fotos pra talvez ver uma bicicleta.
    Achei que eram vermelhas pra serem vistas, no caso das casas a beira de rio, mar, etc ou em epoca com muita neve.
    Cara adorei o blog!

  2. Vim parar nesse post por sugestão de outro (10 coisas culturais que aprendi morando na Suécia – que não consegui comentar o.O ), porque achei uma graça essas casas. Vermelho é minha cor favorita, então logo me chama a atenção. Adoraria ter uma casinha assim, meu sonho *__* amo madeira e eu me sentiria a ryca mesmo hahaha.

    1. Vanessa, você salvou a minha pátria!
      Depois do seu comentário é que percebi que eu não havia liberado os comentários. Acho que fiz alguma confusão hehe!

      O lado bom é que você pode ver outro post há tempos publicado. Olha que sorte a minha! 😀

      Essas casas são muito lindinhas por aqui e quem sabe um dia isso não torne realidade, hein? RHYCA!!! haha

  3. Vânia, depois de 4 anos na Suécia eu ainda fico fascinada com as casinhas de madeira suecas. É algo raríssimo em Portugal e talvez por isso eu as ache tão “exóticas”. Sonho em um dia viver numa casinha de madeira, apesar de já me terem avisado sobre as dificuldades de manutenção.

    Amei o post, não conhecia a origem desse tipo de tinta e muito menos o seu nome. Vânia, sempre enriquecendo nossa cultura geral!

    Beijo, sua linda!

    1. Elas são lindas mesmo! Me lembro a primeira vez que visitei a Suécia há 6 anos e quando as vi ao vivo e a cores me encantei imediatamente. No Brasil não há casinhas como essas… talvez até exista na região Sul do país, mas não tenho certeza.
      É sempre muito bom poder compartilhar um pouco de cultura, pelo menos para quem gosta assim como eu.
      Beijos para você, “boneca” 😀

  4. Ok, Vânia, quando é que você vai falar alguma coisa ruim sobre a Suécia? Hahahaha. Toda vez que entro aqui pra ler seus posts, só fico mais e mais encantada com a cultura, o país, tudo! Já era apaixonada por vikings, a música e o cinema sueco, mas não estou vendo outra escolha senão me render (mentira, já me rendi faz tempo)!
    BTW, adoro MUITO suas fotografias. Sempre acabo mostrando pra minha mãe, hahaha. Você tem Flickr?

    OBS.: Primeira vez que comento no blog, mas já leio faz um tempão!

    1. Jax!
      Hahaha… quem sabe um dia eu fale algo ruim. É claro que morar em qualquer país sempre tem os dois lados, mas eu procuro encarar as coisas por aqui de uma forma positiva. Sabe aquele ditado que diz que as palavras tem poder? Pois é, eu acredito muito nisso!!!

      E eu acho que é sempre muito bom a gente poder aprender e até mesmo se encantar com as outras culturas… e fico feliz em saber que alguns dos posts que escrevo transmite isso à você. Com relação às fotografias, eu acho que elas me ajudam a complementar bastante os posts e assim dá para tentar passar um pouco mais da realidade aqui (aliás, minha mãe adora as fotos também rsrs). Eu não tenho Flickr… uso o Instagram.

      Super obrigada pelo carinho e comentário. Adorei!!! 😀

    1. Hahaha… diga para eles passarem uma temporada aqui na Suécia, que com certeza acabarão mudando de opinião. Aliás, você sabia que aqui chega a ser meio complicado mudar a cor da casa? Precisa até de autorização da prefeitura, já que a cor consta na escritura da casa. Pensou se a moda pega? 😉

      1. Claro! E é muito linda Vânia, daquelas bem tradicionais, vermelha com as aberturas brancas… vamos pintar ela (da mesma cor) também, está precisando… vocês gostam de fazer arte?

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s