Palácio de Drottningholm: a residência particular da família real

Consegui visitar o Palácio de Drottningholmmais conhecido como Drottningholm slott, durante o auge do verão. Há diversas maneiras de se chegar lá: carro, transporte público, barco e até bicicleta. Porém, como eu e o maridão queríamos aproveitar o passeio e curtir a paisagem, acabamos optando pelo barco que sai de Stadshusbron. Desembolsamos 180 coroas cada um (em torno de R$ 60,00) e apesar do bilhete incluir a ida e o retorno achei o preço nada atrativo. Mas você para e pensa “Vou fazer esse passeio com frequência?”. Claro que não! Então, acho que vale a pena tirar o escorpião do bolso de vez em quando e aproveitar as oportunidades.

Barco para o arquipélago de Estocolmo

Barco para o arquipélago de Estocolmo

Durante o percurso não há guia turístico e nem fones de ouvido contando uma história bonitinha (a menos que você esteja em um grupo fechado como esses alemães da foto). O que é gostoso desse passeio é sentar na parte externa do barco para aproveitar o sol e curtir a paisagem.

City Hall em Estocolmo

Caiaque em Estocolmo

Prainha e caiaque em Estocolmo

Vi muitas casas beirando a água e como tudo aqui em Estocolmo é um absurdo de caro, não duvido nada que a galera que mora nessa região deva ter muitos “dinheirinhos” sobrando.

Casas em Estocolmo

Casas em Estocolmo

Casas em Estocolmo

Após 50 minutos de barco eis que finalmente chegamos ao nosso destino.

Palácio de Drottningholm

O Palácio de Drottningholm está localizado nas redondezas de Estocolmo e foi construído em 1600, tendo como inspiração o Palácio de Versalhes. Ele é considerado o mais requintado exemplo de uma residência real do século XVIII no norte da Europa. Por causa da sua história, hoje o palácio é patrimônio da UNESCO. Chique, né?

Mas o glamour não para por aí, porque desde 1981 o palácio é residência particular da Família Real Sueca. O interessante é que mesmo a família real morando lá, mais precisamente na região sul, grande parte do castelo e jardim está aberto ao público para visitação durante o ano todo.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Mas para tentar manter um pouco da privacidade da realeza, alguns trechos estão interditados. De verdade? Não fez falta alguma.

IMG_3485

É possível ainda visitar o museu do local pagando-se a bagatela de 100 coroas (mais ou menos R$ 35,00) e constatar de perto as marcas que cada rei e rainha deixaram por lá. Apesar de eu ter visto fotos bem bonitas do interior na internet, não me empolguei em conferir de perto. Maridão alega que toda a quinquilharia que a família real não quer mais manda para esse museu… de repente ele pode até ter razão.

Palácio de Drottningholm

Próximo ao castelo há o preservado Teatro do Palácio de Drottningholm que foi construído em 1766. Não foi possível visitá-lo, pois estava fechado, mas consegui pelo menos xeretar a lojinha que estava aberta.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Os jardins e parques que estão ao redor do palácio possuem diferentes estilos de paisagismo e por causa disso é uma das principais atrações turísticas do local.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Pato no lago do Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Cada turista tem um estilo diferente. Enquanto alguns preferem caminhar, fotografar e observar todos os detalhes possíveis (assim como eu), há outros que são mais preguiçosos e preferem andar de charrete, sem esforço e sem suador.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Há também a área do Pavilhão Chinês. Não é preciso pagar nada, mas se quiser visitar o interior o turista terá de desembolsar mais 80,00 coras (mais ou menos R$ 30,00). Porém, é possível comprar um combo do castelo + esse pavilhão pelo preço de 145 coroas (R$ 50,00).

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Um pouco mais adiante avistei um jardim menor (que eu não me recordo o nome) com placas em formato de gente da realeza, mas que não vi nada de mais.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

A não ser essa aqui que achei diferente. Tá meio esquisita essa posição com essa menininha querendo dar um cutucão, não?

Palácio de Drottningholm

Como já é de praxe em nossos passeios, uma pausa para um café não pode faltar e resolvemos dar uma paradinha nessa cafeteria num estilo medieval. Depois do pedido feito e tudo montado na bandeja, recebo a notícia de que não aceitavam cartão. Não havia nenhuma identificação sobre isso e o pior é que não tínhamos nenhum tostão furado. O jeito foi cancelar o pedido e se desculpar.

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Palácio de Drottningholm

Resolvemos tentar outro lugar, agora já na saída da ilha. Apesar de aceitar cartão, não havia tantas opções assim e o preço era os olhos da cara. No fim das contas desistimos.

Palácio de Drottningholm

E já com a temperatura mudando e o nosso humor se esgotando por causa da fome, resolvemos ir embora. Pelo menos pudemos curtir o passeio da volta e fazer um delicioso jantar em casa mesmo.

Barco para o arquipélago de Estocolmo

Para quem quiser mais informações sobre os passeios até o Palácio de Drottningholm é só verificar os sites Strömma e Kungahuset.

Barco para arquipélago de Estocolmo

Drottningholm Slott
Endereço: 178 02 – Drottningholm
Horário de funcionamento: consulte diretamente o site, pois os horários mudam no decorrer do ano

Vi ses… hej då! 😉

10 pensamentos

  1. Adorei seu blog! Visitei a Suécia em 2012 quando morei em Portugal e me apaixonei! Fui no outono, e esse jardim estava maravilhoso de lindo! Quando fui combinei com meu amigo que iríamos voltar pra trabalhar na H&M ou Ikea, vamos ver se isso se realiza! rs

    1. Olá Raquel, seja muito bem vinda!

      Adorei saber que você já esteve por essas bandas e que gostou da cidade. O outono é muito bonito mesmo e a temperatura nessa época ainda está agradável. Que loucura essa de querer trabalhar na Ikea ou na H&M. Espero que sua vontade se realize… ah e a do seu amigo também. 😉 Valeu pelo carinho!

      Puss!

  2. Vânia, não sei porque náo estou recebendo as atualizações do seu blog :-(. Só entrei aqui porque cliquei em um comentário seu em outro blog… estranho. Vou copiar o link de novo e inserir na minha lista de blogs, vamos ver se funciona
    Quanto ao post, realmente a Suécia deve ser linda no verão… no inverno, acho que tem a sua beleza porém deve ser bem difícil explorar a cidade, rs…. ai é BEM mais frio que aqui na Suíça. Vc conhece a Dinamarca? Eu conheci Copenhagen e uma amiga que conheceu um pouco da Suécia, disse que há muito em comum entre os dois países. Bom, eu ainda quero conhecer a Suécia, rs… Lindas fotos!! Boa semana!!

    1. Deve ser a eterna briga entre blogspot e wordpress. Eu mesma não consigo deixar nenhum comentário no blogspot com o meu login do wordpress e não sei o motivo. Essa é uma das razões porque tive de criar um usuário extra. Mas não se preocupe. A sua visitinha nesse espaço já vale ouro pra mim. 😉
      A Suécia realmente é um país lindo e a cada ano que passa fico mais encantada com o país. Antes de me mudar para Estocolmo eu morei 2 anos em Gotemburgo. Posso dizer que ambas as cidades são encantadoras. Porém, tenho de dar o braço a torcer e dizer que Estocolmo é muito mais atrativa, tanto pela questão do turismo, como pela beleza da cidade. Aqui tem tanta coisa para se fazer que eu mesma tenho dificuldade de decidir em qual lugar ir primeiro.

      Mas foi como você disse, o verão é lindo na Suécia. Apesar de que o inverno é legal também, mas muito mais voltado para o ice Sport. Eu sei que mais ao norte do país tem bastante atividade para se fazer nessa época e espero que um dia eu consiga conhecer esse outro lado.

      Eu conheci a Dinamarca e é bem parecida com a Suécia mesmo. Já tive a oportunidade de visitar Copenhagen e Frederikshavn (uma cidade pequena voltada para compras, principalmente de roupas e bebidas, já que são bem mais baratas que a Suécia). Adorei o que vi por lá!

      Obrigada pelo carinho e espero que você possa visitar o país em breve ou pelo menos no próximo verão.

      Boa semana pra ti também. Um grande beijo!

    1. Chris, muito obrigada! Esse lugar realmente é lindo e vale mesmo a visita, viu?! Eu sou suspeita para falar, mas acho o país incrível e mesmo após 2 anos morando aqui ainda continuo me surpreendendo. 🙂
      Beijos.

Faça a teimosa feliz. Comente!