Christoffer Collin é rei no Instagram

Há cerca de 1 ano fuçando no Instagram descobri um fotógrafo sueco chamado Christoffer Collin (nickname @wisslaren) e logo de cara fiquei apaixonada pelo trabalho dele. A grande maioria das fotos é tirada em Karlskoga, sua cidade natal aqui na Suécia.

No início era apenas um iPhone e poucos seguidores. O irmão vendo que ele realmente tinha talento para o negócio, resolveu presenteá-lo com uma câmera fotográfica mais parruda no Natal do ano passado. E o resultado não podia ser outro: uma galeria de imagens super bacana e mais de 400 mil seguidores.

Christoffer Collin rei no Instagram-6

Não sei se é porque gosto muito de fotos de natureza, mas as fotos que o cara tira eu acho demais. Os cliques efetuados por ele durante o outono e inverno do ano passado, em minha opinião, são de cair o queixo. Ok, pode ser que eu esteja exagerando um pouco, mas que são bonitas, ah isso são mesmo.

Bom, no mês de abril ele anunciou no Instagram que faria uma exposição em Örebro e é claro que eu fiquei doida para conferir o trabalho dele.

Tanto eu quanto o maridão estávamos bastante cansados de lidar com o desempacotamento e arrumação das coisas na nova casa em Estocolmo e decidimos tirar um dia de folga para tentar aproveitar o verão. E num surto repentino de memória lembrei dessa exposição. O problema é que eu não tinha ideia até quando ela estaria aberta ao público.

E foi aí que eu me arrisquei a enviar um e-mail para quem? Para o fotógrafo! Me apresentei, banquei a puxa saco garota educada, elogiei o trabalho dele e perguntei até quando as fotos estariam expostas lá no Örebro Slott (Castelo de Örebro). Pensei comigo “Será que vou receber uma resposta?”, “Sei lá, o cara é tão ocupado que nem vai dar bola para a minha mensagem, mas não custa tentar”. Pergunta se eu recebi a resposta? SIM! Nem acreditei quando vi o e-mail dele na minha caixinha de entrada e numa rapidez que eu fiquei com vergonha da minha lentidão ao responder as mensagens e comentários do blog. Juro que eu não esperava por isso.

Posso afirmar que o Christoffer foi o grande responsável por eu ter conhecido a cidade interiorana de Örebro e por eu ter me apaixonado por ela. Os detalhes do passeio eu contei no texto Örebro: é a sexta maior cidade da Suécia e agora é a vez da exposição.

Christoffer Collin rei no Instagram-1

Passando pelos portões do castelo, numa sala logo à esquerda estava a exposição do Rei no Instagram, assim como ele é chamado. De cara uma das coisas que eu gostei é que a entrada era grátis. Não que eu seja muquirana, nada disso. Mas é que curto ao cubo passeios bons, bonitos e baratos.

A exposição com 70 fotos estava num espaço pequeno e bastante simples. As fotos não eram em tamanhos gigantes, mas estavam numa disposição fácil de ser apreciada. O único detalhe é que todas as fotos que estavam na exposição eu já havia visto no Instagram, justamente nas estações do outono e inverno. Portanto, não havia nenhuma novidade para mim. Mas como a entrada era grátis, nem reclamei e aproveitei para curtir mais uma vez as fotos. Porém, um grupo mais apressadinho de turistas alemães gastou apenas 5 minutos por ali.

Christoffer Collin rei no Instagram-5

Nessa mesma salinha havia uma grande janela, daquelas que lembram de filmes antigos. Como eu e o maridão estávamos um pouco cansados, aproveitamos para esticar as canelas e dar uma estudada no Google Maps para os nossos próximos passeios na cidade.

Christoffer Collin rei no Instagram-2

Epa! O que é aquele pontinho preto na janela? Um morcego, só que de mentirinha! Acho que essa coisa de castelo antigo lembra um pouco o conde drácula, não?!

Christoffer Collin rei no Instagram-3

Enfim, já no lado oposto da sala havia uma mesa com cartões postais do fotógrafo. O esquema era o seguinte: caso alguém se interessasse em levar de recordação um dos cartões, bastava contribuir com 5 coroas a unidade. O interessante é que não havia ninguém controlando isso, apenas uma cestinha encontrava-se sobre a mesa. A única pessoa que eu vi pegando o cartão fez bonito e depositou o dinheiro direitinho na cesta.

Christoffer Collin rei no Instagram-4

Fiquei decepcionada? Sim e não. Na minha cabeça eu acabei criando uma super expectativa da exposição, porque eu esperava ver fotos inéditas e em tamanhos maiores, o que acabou não acontecendo. Acho que a visita que fiz anteriormente ao Fotografiska acabou me influenciando de alguma forma. Agora, por outro lado, eu tive tempo de prestar mais atenção aos detalhes de composição e luz das fotografias, coisas que nem sempre faço no Instagram.

Depois do Christoffer, resta saber qual será o meu próximo fotógrafo favorito.

Vi ses… hej då! 😉

10 thoughts

  1. Eu adoro fotos! E procuro fazê-las legais no instagram e para o blog. Depois deste post, fiquei curiosa para ver o perfil do cara no IG.
    Pena que a exposição não foi o que vc esperava. Mas o fato dele responder a sua mensagem, nossa…ganhou pontos comigo…rsrsrrs
    Beijos

    1. Somos duas então Aninha. Tenho procurado tirar fotos bacanas também, mas há dias em que isso não acontece, apesar do esforço. Estou morrendo de vontade de fazer um curso, mas aqui em Estocolmo os cursos são tão caros, que por enquanto deixei em segundo plano. Porém, espero um dia poder realizar isso. E tem mais… suas fotos são lindas! Sempre fico babando quando as vejo e agora vou poder acompanhar também pelo Insta. 😀

      Agora quanto ao fotógrafo, praticamente “choquei” quando vi que ele havia respondido a mensagem. Juro que não esperava e de repente… pá… lá estava a resposta dele. Está aí mais um motivo para continuar a “segui-lo” no Instagram. Humildade é tudo!

      Puss!

  2. Olá Vânia, também já me aconteceu a realidade não vencer as altas expectativas…mas ainda bem que deu para aproveitar o passeio! Comigo também funciona assim: qualquer “desculpa” serve para sair de casa 🙂
    Não sei se me consegue ajudar, mas não estou recebendo as suas actualizações de posts, tive de vir mesmo espreitar as suas novidades…
    Beijinho

    1. Joana!
      Ainda preciso aprender a controlar essas minhas altas expectativas, porque sempre que elas estão assim, acabo por me decepcionando. Mas acho que o melhor de tudo é descobrir novos lugares e aproveitar o máximo o melhor de cada um deles, independente de existir exposições ou não.

      Eu continuo bastante atrasada nas minhas leituras favoritas, pois a semana que passou foi bastante agitada pra mim… logo mais vou espreitar o seu também ;-).

      Puss!

  3. Ahhhhhhh, Vania eu quero este morceguinho. Gente muito interessante né, cultura e educação é outra coisa, não que Brasileiro seja “tudo” mal educado, mas acho que este esquema não funcionaria lá. Fico até envergonhada de dizer isto, afinal é nosso povo. Mas é verdade né?
    Beijos
    Lola

    1. Eu acho que a questão é cultural mesmo. É claro que tem muita gente honesta e do bem por aí, mas definitivamente essa cestinha não daria muito certo em terras brasileiras. Infelizmente! 😦

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s