Docinho sueco: Punschrulle

Depois do post sobre aquele peixe de sabor estranho e cheiro pra lá de desagradável, nada melhor que dar uma pitadinha de açúcar por aqui, não é mesmo. E dessa vez eu venho com o Punschrulle, um docinho o qual eu só fui experimentar recentemente. Mesmo morando há alguns anos na terra dos vikings não sei explicar a razão pela qual eu nunca havia comido antes.

Enfim, eis que um dia passando pelos corredores do supermercado eu resolvi me render e comprei um pacotinho para experimentar. E como eu sou uma pessoa bastante curiosa por tudo que envolve a Suécia, tratei logo de fazer uma pesquisa básica e saber o que estava por trás dessa gordice.

E fui surpreendida não apenas uma vez, mas por mais 8 vezes. Como é que apenas um docinho pode ainda ser conhecido por mais 8 nomes diferentes? Isso mesmo. Oito nomes. Sente o drama: dammsugare, arraksrulle, filmrulle, tobruk, trådrulle, bagarskrap, 150-Ohmare ou säkring.

Punschrulle, Dammsugare

Confesso que mal consigo lembrar o nome Punschrulle, quem dirá dos demais. Mas, o mais hilário são alguns dos significados que encontrei. Olha só:

  • dammsugare significa aspirador de pó. Como assim? O que o aspirador de pó tem a ver com o doce? Pois bem, diz a lenda que o formato cilíndrico do docinho lembra os aspiradores de pó comuns lá da década de 1920. E não para por aí, porque até a simples ação do padeiro de “coletar” as migalhas de biscoito para fazer o doce entrou na dança. Tá aí razão para o bendito nome.
  • arraksrulle significa rolo de arrak que até rima com araque. O arrak nada mais é que um dos ingredientes utilizados para fazer um licor chamado punsch. E por falta de criatividade ou excesso dela acabou levando mais esse nome.
  • 150-Ohmare é um componente eletrônico denominado resistência e por causa da coloração castanho-esverdeada acabou servindo também de nome de “batismo” para o pobre do docinho.

Punschrulle, Dammsugare

Pois bem, esse doce sueco é envolvido numa massa de marzipã, que chega até lembrar a massa americana, mas que não é. A massa é tingida na cor verde e as extremidades são mergulhadas em chocolate. Mas e o recheio? Ele é feito de pedaços de bolo ou bolacha e estes precisam ter um sabor neutro, já que são misturados com manteiga, cacau e o tal do licor punsch.

Mas isso não é regra, porque o recheio pode sofrer variações, principalmente aqueles que são feitos em casa. Pode ser escuro, light, ter aveia ou geleia de framboesa. Até mesmo essa massa por cima pode ser diferente. Ao invés de se ter esse verde tipo Incrível Hulk, pode-se optar por uma massa de amêndoas mais apagadinha.

Ah, e o mais assustador… cada 100 gramas tem 480 calorias que vão numa linha direta e reta para onde a gente não quer.

Punschrulle, Dammsugare

O doce é gostosinho, mas não é “Wow quero comer o pacote inteiro”. Apenas uma unidade é mais do que suficiente. Mas tem um detalhe. Precisa ser acompanhado de uma bebida quente. Um delicioso café ou um chá bem quentinho caem muito bem. E digo mais, sem essas bebidas tem-se a impressão de que está faltando alguma coisa. É tipo arroz sem feijão ou pão quentinho sem manteiga, sabe. Fica meio sem graça.

Punschrulle, Dammsugare

Bom, acho que fiquei com vontade de comer o último do pacote. Peraí que vou ali passar um cafezinho e já volto!

Vi ses… hej då! 😉

35 pensamentos

  1. Hehehe… aqui na China tem lojas do IKEA, e na parte de ‘comidas’ vende esse doce. Eu já comprei mas não fez muito sucesso aqui em casa… ainda bem, pq com esse monte de calorias…haahahaha. Mas não lembro o nome que a IKEA coloca. Vou ver…
    Beijo

    1. Esse docinho tem uma textura e sabor bem diferentes que não agrada todo mundo. Eu até achei que fosse sucesso por aqui, mas pelo jeito ele faz a cabeça só dos pimpolhos vikings :D. Sabe, eu gosto, mas não morro de amores, porque existem doces mais gostosos. Mas confesso que fiquei bastante chocada com a quantidade de calorias também, talvez a desculpa seja porque aqui faz muito frio. Será? rs.
      Puss!

  2. Hm, fiquei com vontade!

    É um doce bonito, dá vontade de provar! Mas pelo que vc disse acho que não ia valer tanto a pena as tantas calorias sendo que ele não é assiiiiiim uma maravilha! hehehe
    Se bem que eu sou meio descontrolada nessas horas, quando fico com vontade de alguma coisa eu como mesmo, sem pensar!

    Muito legal conhecer comidas de um país diferente (:

    beijo!

    1. Eu gosto, mas não morro de amores por esse docinho. Há doces mais saborosos na terra dos vikings, mas de vez em quando eu me rendo a esse. Acho ele diferente e na medida certa! Também sou dessas que não resiste a uma deliciosa gordice e acho que uma de vez em quando não faz mal à ninguém rs. Eu concordo contigo, é sempre interessante a gente conhecer comidas de outros países… eu simplesmente adoro! E mesmo sendo brasileira sempre me surpreendo com a nossa culinária também. 😉
      Puss!

    1. Oi Aline!
      Concordo que não é nenhum petit gateau, mas acho que dá para o gasto quando se está desesperada por um docinho. Ultimamente não tenho ligado muito para as calorias, mas preciso tomar cuidado para não sair rolando por aí 😀
      Puss!

    1. Ana, é diferente se comparado aos doces brasileiros, mas eu acho tão gostoso. Depois que fiz esse post, descobri que ele não tem muitos fãs por aqui, com exceção das crianças. Mas eu nem ligo… como mesmo! rs
      Puss!

  3. Como pode um simples docinho ter tanta história, não é mesmo?! Mas, confesso que com essa quantidade toda de calorias desanima um pouco a experimentar, mas louca por doce como sou, confesso que não resistiria em experimentar pelo menos um. 🙂

    1. É verdade, bastante história mesmo. Aliás, eu acho que tudo nesse país tem mil e uma histórias e como eu gosto muito de aprender tudo que gira em torno da Suécia, acabo aprendendo sempre coisas novas. Mesmo que para alguns não seja interessante, eu acho bacana adquirir conhecimento de uma cultura tão diferente da brasileira. Agora o docinho… hum… eu acho uma delícia e comê-lo de vez não faz mal à ninguém, né, mesmo tendo tantas calorias! 😀
      Puss!

      1. Verdade, concordo com vc nos dois sentidos!! Amo história, amo aprender coisas novas e amo conhecer mais das culturas diferentes da minha e um docinho de vez enquando realmente não faz mal a ninguém!! Hahahaahaha 🙂

    1. Ana, você sabia que minha irmã também não gosta de marzipan (ou seria marzipã? sei lá rs) e não pode nem sentir o cheiro que passal mal :D. Eu gosto bastante do recheio, acho que é porque leva licor. Uma delícia!
      Puss!

    1. Tenho recebido comentários de pessoas que moram aqui há algum tempo de que não curtem muito. Pelo que reparei só as crianças gostam hehe. Ele tem um gosto de licor, mas a textura na parte de dentro pode parecer meio estranha… tipo areiazinha. Bom, pelo menos eu gosto, mas sem dúvida há doces melhores por aqui. 😉
      Puss!

  4. aiii eu ficaria com peso na consciência após comer alguns desses…. tem que ser muito gostoso pra valer a pena com tantas calorias… kkkk
    bjsss

    1. Dé, sabia que agora já não sei se é gostoso. Ontem estava conversando com uma amiga que experimentou esse docinho e ela me disse que não gostou. Disse também que não pode nem sentir o cheiro. Das duas uma, ou o gosto e o cheiro de licor são muito fortes para ela, ou eu estou perdendo a qualidade do meu paladar! hehe
      Puss!

  5. Gente, oito nomes? Fia, eu escolheria a versão mais simples. Se bem que, os significados das palavras não ajudam muito. rsrsrs
    E, ó, concordo com o comentário da Paula. Deu fome e vontade, e agora? 🙂
    Bjs!

    1. Não ajudam mesmo Eve. Por causa disso resolvi apelidar carinhosamente de “pun” com n porque com m não dá, né. Assim fca mais fácil!
      O céus, será que vou ter de mandar uma caixinha para cada uma para controlar as lombrigas? rs 😉
      Puss!

  6. olá boa noite. já vi que estes bolinhos podem ser apreciados com um cházinho, no meu caso! mas, só a dificuldade de pronunciar os nomes porque são conhecidos, dificulta um pouco a sua digestão. ou não?

    1. Olá Mia!
      Hahaha. Neste país se eu me preocupasse com a pronúncia de tudo para comer eu estaria passando fome, isso sim. Ainda bem que apontar o dedo ajuda e muuuuuito nessas horas.
      Puss!

      1. I am from Charlottenberg, Värmland and Skövde, Västergötland. Maybe it is regional. (My father had a bakery in Årjäng, Värmland, he calls them dammsugare and says that at the end of the day they took all dove leftovers, mixed and spiced with punch extract, wrapped in marzipan and dipped the ends in chocolate! He talks alot 😉

  7. Eu só acho que deveria ser proibido dar de cara com posts como esse e relacionados num horário pré-almoço tão impróprio. Hehehe. Esse tem cara boa. Esse eu como sem medo. Com café então… avemaria, tocou no meu fraco.
    Xô ir aqui abrir a geladeira pela milésima vez pra ver se algo de delicioso e açucarado miraculosamente aparece. Tá vendo as coisas que vc me faz fazer? Rs

    Beijooooo

    1. Hahaha. Morri de rir com seu comentário!
      Ele é gostoso e tem um sabor meio que de licor bem fraquinho (para quem gosta é uma maravilha). Mas se eu tivesse de escolher entre ele e o kanelbulle (bolinho de canela), ficaria com o último.
      Ah, e prometo que tentarei não postar mais essas coisas perto do horário do almoço, tá. 😉
      Puss!

  8. 480 calorias em 100grs? OMG!!!
    Você me deu a idéia de escrever sobre um docinho típico daqui, se eu o fizer, cito o seu post, ok?! Em geral os doces suíços são bem menos doces que os brasileiros. Já me acostumei, se bem que eu sou mais fã de salgados do que doces :-). Bjsss

    1. Isso mesmo Sandra… 480 calorias. Eu comprei e nem me atentei. Depois fui ler o pacotinho é lá estava a informação. Quase cai de costas. Bom, mas acho que comer um de vez em quando não faz mal a ninguém , né? rs. Será muito legal se você compartilhar com a gente os doces suíços. Morro de curiosidade!
      Eu acho que os doces suecos são parecidos com os suíços no quesito açúcar. Suecos não gostam de muita coisa açucarada, mas de vez em quando eu encontro alguns fora do padrão. Faz parte! Agora, eu sou super fã de doces… adoro! Só preciso me controlar mesmo para não comer tudo de uma vez. 😀
      Puss!

  9. Oi Vânia, achei muito interessante o post! Eu não sabia que eles tinham tantos nomes, conhecia como dammsugare e só. Mas eu nunca provei, morro de vontade de provar.

    beijos

    1. Oi Marcela, seja bem vinda!
      Pois é, eu também não sabia e fiquei bastante surpresa, pois sempre vi os pacotes no supermercado com o nome de Punschrulle (ou Punschrullar). Mas o que eu achei mais estranho é chamar um docinho como esse de “aspirador de pó” rs. Espero que você possa provar logo ou pelo menos daqui há alguns meses quando a saga da sua monografia acabar. 😉
      Puss!

Faça a teimosa feliz. Comente!