A celebração de Santa Lucia na Suécia

No dia 13 de dezembro a Suécia celebra um importante evento nessa época natalina, o dia de Santa Lucia (a nossa Santa Luzia).

“Segundo a tradição da Igreja Católica, Santa Lucia de Siracusa (Santa de Luz) foi uma jovem italiana que viveu na Sicília e morreu por volta do ano 304. De acordo com uma das muitas lendas associadas à sua história, ela levava comida aos cristãos escondidos nas catacumbas, que sofriam perseguição das autoridades romanas. E para que ela pudesse carregar os alimentos com ambas as mãos e ao mesmo tempo encontrar o caminho através das catacumbas escuras, Lucia colocava sobre a cabeça uma coroa com velas para ajudá-la a se guiar.”

Muito bonitinha a história, mas se você perguntar a qualquer sueco da nova geração a razão para se comemorar o dia de Santa Lucia no país, saiba que nenhum deles saberá explicar. Falo isso, porque assisti a um vídeo recentemente o qual nenhum dos entrevistados sabia responder a essa pergunta. E eu acredito que não saber isso é aceitável mesmo, pois o protestantismo reina por esses lados.

Apesar do dia ser celebrado na Suécia desde o século 18, é nos tempos atuais que Santa Lucia se tornou uma figura do folclore sueco e sem ligação com a religião. Na tradição sueca, ela lidera um coral de duendes, bonecos de gengibre e outras figuras folclóricas, cantando canções de Natal e assim contribuindo para uma sensação natalina em meio ao frio escandinavo.

Mas a data de 13 de dezembro é mais que isso. É também um dos dias mais escuros do ano no país. Então, juntando uma coisa com a outra, Santa Lucia vem exatamente nessa data para iluminar a vida dos vikings e abrir as portas para as celebrações do Natal.

E o que mais se vê por aqui são os corais que realmente encantam. A moçoila que representa Santa Lucia nesses corais usa uma túnica branca com fita vermelha na cintura e usa sobre a cabeça uma tiara de velas, simbolizando assim o surgimento da luz na escuridão. As demais meninas usam a mesma vestimenta e na cabeça trazem uma coroa de flores.

Sempre vi esses corais formados apenas por meninas. Mas eis que ontem tive a surpresa oportunidade de ver um coral com a participação masculina. Os meninos também vestem uma túnica branca (mas sem a fita) e trazem na cabeça um chapéu pontudo cheio de estrelas.

Outra coisa bacana que acontece nessa data, é que as meninas acordam mais cedo, se vestem de Santa Lucia e levam o café da manhã na cama para seus pais. Café esse que tem como acompanhamento o lussekatt (um pãozinho com açafrão) e adivinha o que mais? Pepparkaka.

Dependendo da cidade em que se está, os corais podem ser vistos em diversos ambientes e em procissões pelas ruas. O negócio é tão levado a sério, que rola até concurso para escolher a representante de Santa Lucia mais bela.

Assisti alguns desses corais tanto em Gotemburgo como em Gräfnäs, mas foi aqui em Estocolmo é que tive a oportunidade de presenciar um deles dentro da igreja. E foi dessa maneira que eu descobri a participação masculina. Se eu já me encantava com as apresentações antes, a que assisti recentemente fez com que eu ficasse até com o dedinho do pé arrepiado (se é que isso existe).

E como eu fui parar dentro dessa igreja? Bem, estava eu caminhando contente e feliz por Kungsträdsgården quando me deparei com um cartaz da S:t Jacobs kyrka (em português Igreja de São Jacó), anunciando a apresentação do coral nos dias 12 e 13 de dezembro. Pensei com meus botões “vou assistir no dia 12 para garantir o ingresso”. Sim, ingresso, porque quase todos os eventos culturais nessa cidade são pagos.

Efetuei a compra pelo site que oferecia “o melhor lugar disponível”, só que não mostrava a localização dos assentos. E mesmo assim me arrisquei a comprar às cegas. E… dancei! Eu e maridão ficamos sentados no último banco, da última fileira do lado esquerdo. Tínhamos como visão 03 grandes pilares e se conseguimos ver ali uns 6 integrantes do coral foi muito. Também não posso reclamar tanto, porque peguei os ingressos mais baratos. Mas aí eu entendi a razão pela qual pagamos mais barato e pegamos “o melhor lugar disponível”, simplesmente porque não havia mais o que escolher. A igreja estava assim, lotada.

Mas sabe como é, né? Não me dei por vencida e fui ficar em pé lá no fundo da igreja mesmo, pelo menos para tentar registrar alguma foto do coral completo. Até minha mãe, que está no Brasil, acompanhou conosco a cantoria via Skype. Olha só que delícia e nem pagou nada por isso.

Tirei muitas fotos e depois apaguei praticamente todas. Isso porque a igreja ficou boa parte da apresentação às escuras para dar aquele clima todo especial. E como eu não sei tirar foto em ambientes assim, fiquei suuuuuuuper chateada.

Se o assento não foi perfeito, por outro lado, valeu a pena ouvir a cantoria durante 1 hora e 15 minutos de apresentação. Estava lindo que só.

Ao final da apresentação fiquei assustada com uma coisa. Olha o cabelo da menina que representou Santa Lucia. Coitada, deve ter sofrido para tirar esse monte de vela das madeixas. O pior é ver a amiga se rachando da cara dela.

Aqui deixo um pedacinho de um vídeo bem mal gravado do encerramento.

Vi ses… hej då! 😉

25 pensamentos

    1. Esse ano resolvi compartilhar mais sobre a cultura natalina do país. E acredita que ainda não consegui postar tudo o que queria? Acho que ficará para o próximo ano. Obrigada pelo carinho.

      Puss!

  1. Nossa, não sabia que a Suécia comemorava este dia, achei que era mais coisa da Itália, já que um blogueiro comentou em um post meu sobre isso. Pois é, vivendo e aprendendo :-).
    A Suíça é dividida entre cantões (estados) católicos e protestantes, embora essa divisão não gere nenhum problema, como deveria ser em qualquer canto né?!
    Muito interessante conhecer um pouco mais desta história. Adorei!
    Ah, quanto ao Instagram, fique a vontade para me seguir. Nem sei porque coloquei o perfil como privado,rs… já que só tem fotos de paisagens e cliques do dia a dia por lá. Vai la, vou gostar de ter você me seguindo ;). Bjs Vânia!

    1. Apesar daqui ter outro significado, os suecos piram nessa data por causa dos corais. São bem bonitos mesmo, principalmente para quem gosta. Nunca pensei que um dia eu fosse me interessar tanto pela cultura de outros países, mas olha só, tenho adorado. Acho que sempre tem algo a acrescentar.

      Eba! Já estou te seguindo no Instagram! :D. Eu perguntei antes porque não queria ser inconveniente rs.

      Puss!

  2. Que massa esta historia!! Interessante o pãozinho também!!
    Tô achando a cultura sueca mega interessante. Culpa sua!! 🙂

    AH…adorei a neve caindo e copiei, na cara dura!!

    Vou aproveitar e desejar para vc um ótimo natal e que o ano novo seja de muitas realizações e historias para contar aqui!!!! E quem sabe uma viagem para a Suíça, hein?? 😀
    Super beijo,

    1. Ana!
      Decidi que esse ano eu iria postar as coisas sobre o Natal no país e acho que estou conseguindo, principalmente coisas voltadas para a cultura, é claro! Fico feliz que você esteja gostando… iupiiiiii! E vc fez bem de copiar, se o wordpress disponibilizou nada mais justo que utilizar, né?

      Desejo pra vc também e toda a sua família um excelente Natal e um Ano Novo idem. Dedinhos cruzados desde já para que essa viagem desencante. 😉

      Puss!

  3. Agora a pergunta que não quer calar: existe sueco feio? Porque eu nunca vi! Até o feio é bonito! (ou sou só eu?)
    Quanto as fotos, acho que esse é o dilema de todo hobbyista 🙁 Qual é a sua lente? A minha é a de kit, 18-55mm e ela é bem escura, 4.5 de abertura. Teria que comprar uma lá pelo 1.2 pra conseguir tirar foto à noite, pelo o que eu andei lendo.

    BTW, assim que vi o post no feed do Facebook, percebi que é, pelo menos, a segunda vez que leio o post sobre essa comemoração, o que significa que leio os blogs sobre a Suécia há pelo menos um ano (é mais, mas né)! :O Precisava compartilhar, hahahaha.

    PS.: Adorei essa neve caindo! Aqui só tem tido chuva mesmo 😛

    1. Hahaha… olha se o maridão não lesse meu diário juro pra vc que falaria não existe sueco feio. Mas, né, como ele lê eu vou falar que existe sim! 😀 Eu continuo com o kit básico e estou numa dúvida enorme de qual será minha próxima lente. Preciso pensar direitinho que tipo de foto quero fazer e em qual irei investir, até porque elas bem caras.

      Vixi, tudo isso, já? Realmente você gosta dos assuntos sobre a Suécia. Então, saiba que você verá mais posts por aqui também, pois como não tenho absolutamente nada do Natal desde que cheguei por essas bandas, decidi que desse ano não passaria, até porque quero ter tudo registrado por aqui.

      Que bom que gostou da neve. É para entrar no clima de Natal, não apenas em casa, mas como no blog também. 😉

      Puss!

  4. Vânia,
    Sempre leio os seus posts e sei que estou em falta nos comentários, mas é que tem sido um martírio para mim, conseguir digitar. A dor vem com força.
    Mas este Post eu preciso comentar por que eu assim como a Ana, Paula o Mano fiquei encantada com tantas curiosidades. Mas vou falar só para vc é bem baixinho, (risos) não se aguentaria cantoria durante 1 hora e 15 minutos… Acho que iria dormir na Igreja, aliás ultimamente eu tenho dormido o que não dormia a tempos…
    E no mais, não fique chateada, pois tuas fotos são excelentes!
    Beijos
    Lola

    1. Lola linda!
      Não se preocupe com isso, pois sei de sua situação e não quero que você force seu ombro… pelo amor de Deus, hein? E acredite, há mais histórias que giram em torno de Santa Lucia, mas colocar todas aqui acho inviável, até porque estão todas no Wikipedia, né rs.
      Quer dizer que você não aguentaria assistir? Nunca foi meu estilo, mas como estou ficando velha acho que tenho procurado fazer mais coisas de tiazinha haha. 😀
      Obrigada mais uma vez e melhoras hein mocinha.
      Puss!

  5. Oi Vânia,

    Parabéns por mais um post. Gostei muito e aprendi bastante.
    As fotos ficaram mto boas.
    Só tenho uma dúvida. É qdo falas que o dia 13/12 é o dia mais escuro na Suécia. Isso deve-se a comemoração da data em memória de Sta. Luzia ? É q eu sempro imagino o dia 21/12 sendo o mais escuro.

    1. Silvana!
      Muito obrigada pelo carinho. Esse mês tô super empolgada em compartilhar sobre a cultura natalina no país, até porque acho que sou a única que não fez isso até agora na Suécia 🙂
      Pode continuar tendo em mente que o 21/12 continua sendo o mais escuro :-). Quando me referi ao dia 13/12 foi exclusivamente à comemoração de Santa Lucia (Santa Luzia), justamente para fazer o link de trazer luz à escuridão.
      Puss!

  6. Super interessante! Teimosa é fonte da cultura sueca. É isso mesmo, não basta apenas morar, tem que participar. E pelo que vejo tu se diverte muito com esses eventos né?! Essa música do vídeo é tão tocante, de repente lembrei dos natais que passei na Alemanha. 🙂
    As fotos ficaram lindas, mesmo você insistindo em dizer que não sabe tirar foto em ambiente escuro! Agora só me deu dó da moça com a cera nos cabelos, imagino o trabalhão que deu pra retirar. O sorriso da amiga tá bem aquela coisa humor negro! hahahahaha
    Adorei a neve caindo, acredita que desabilitei a função?! Sei lá, não to muito em clima de Natal esse ano… :/
    Super beijo
    Ana

    1. Aninha!
      Estou há muito tempo para fazer os posts sobre o Natal e decidi que esse ano os faria de qualquer jeito. E sabe de uma coisa, tô gostando de participar mesmo. Você não imagina como tenho aprendido!

      Essa foi a primeira vez que vi o coral de Santa Lucia dentro da igreja. Fiquei toda arrepiada e num determinado momento meus olhos se encheram de lágrimas. Sei lá, acho que a música me tocou e como sou manteiga derretida não me aguentei! 😀 Agora, as fotos… não ficaram do jeito que eu gostaria. Acho que preciso ler o meu manual da câmera hehe.

      Já que estou fazendo os posts do Natal não resisti a essa decoração natalina aqui no blog também, até porque irei passar o dia 25 aqui… assim fica tudo combinandinho! Acho tão lindinha essa neve. Mas olha, ano que vem será melhor viu, tenho certeza disso. 😉

      Puss!

  7. Vânia, as fotos e o vídeo ficaram ótimos. Pegaram com muita realidade o que estava conhecendo. A música do vídeo é muito cantada na igreja católica aqui no Brasil. Hoje, para nós aqui na terrinha é dia de Santa Luzia (conforme explicação sua no início do texto), protetora dos nossos olhos e para completar comemora-se também o dia do deficiente visual.
    O que me entristece um pouco é ver que essa data passou a ser considerada folclórica (iguala-se ao Sací-Perêre do Brasil) e que os duendes estão adquirindo uma importância muito grande nas crenças por aí. Enfim, se a gente observar o milagre de colocarmos uma semente no chão e aquilo virar árvore… gostaria de conhecer o duende que criou isso.
    Vânia querida, um beijo no seu coração,
    Manô

    1. Manô, obrigada meu querido. Apesar de ter me esforçado para conseguir boas fotos, achei que não ficaram do jeito que eu gostaria. Sabe como é, capricorniano é sempre perfeccionista :D.

      A música eu já conhecia do Brasil, mas achei legal colocar exatamente esse vídeo para mostrar que mesmo com aspectos culturais e religiosos diferentes entre os países, algumas coisas ainda permanecem iguais… como a cantoria por exemplo. 😉

      Ah meu amigo, essas questões religiosas são sempre delicadas, né? Eu acho que cada país lida com isso de uma maneira que nem sempre nos agrada e que não estão de acordo com nossas crenças. Eu sou católica (mas não muito praticante, confesso), nunca imaginei que uma santa poderia ser associada às crendices populares. Aprendi mais uma morando aqui. Mas concordo contigo, um “duende” jamais criaria a vida.

      Beijos no seu coração!

  8. Oiie Vanoca =)
    Li os seus dois últimos posts … #amei .
    Agora , enquanto eu estava lendo o post da Santa Lucia , me deu uma dó do cabelo da guria que ficou com as velas na cabeça , como disse a Paula – “Meu Deus, e como ela fez com toda aquela cera da vela derretendo sobre a cabeça?” o.O .
    Mas enfim, eu achei bem interessante , eu acho que iria amar estar aí assistindo o coral , afinal eu amo música , e as fotos ficaram incríveis , parabéns ! #arrasou *-* .

    Puss och kram :*

    1. Livia lindinha do meu coração!
      Desde o ano passado estou tentando escrever sobre o Natal, mas como sempre viajo para o Brasil e acabo me enrolando e depois quando vejo o tempo passou. Mas esse ano eu decidi que irei falar sobre o Natal sim, até porque quero ter como registro no diário e mostrar para a minha família que não conhece a cultura daqui.

      Fiquei com dó da menina também e acho que ela deve ter sofrido um bocado para tirar toda aquela cera. Acho que não teria coragem de usar velas verdadeiras!

      O coral é bem bonito e dessa vez eu achei “top” justamente porque foi a primeira vez que presenciei a comemoração de Santa Lucia dentro de uma igreja. Você terá a sua oportunidade também. Aguarde! 😉

      Puss!

  9. Vânia! Fomos assistir a Procissão de Santa Lucia em Sigtuna no último fim de semana. Você diz que não sabe tirar fotos no escuro, mas as suas ficaram muuuuuito melhores que as minhas…rsrs Também sou Protestante, mas achei de “arrepiar”. Só que em Sigtuna a tiara era com velas de “led”…Acho que não teria coragem de usar uma destas com velas de verdade!!

    1. Que delícia Aline que você assistiu a uma procissão de Santa Lucia. Não conheço Sigtuna, mas tenho certeza de que deveria estar muito bonita. Olha, você não imagina como sofri para tirar essas fotos, tirei 50 fotos e praticamente deletei tudo. Fora que nos últimos dias estou com um tremedeira que tá difícil tirar uma foto bonita hehe.

      Eu vi algumas meninas usando essas velas “fake” que você mencionou, mas elas não são tão usuais assim. Pelo menos não nos corais que presenciei em Gotemburgo. Também não teria coragem de usar velas verdadeiras, até porque meu cabelo é bem comprido… imagina se pega fogo? Com certeza eu tenho um treco!

      Puss!

  10. Sabe qual a primeira coisa que pensei quando li o textinho sobre Santa Lúcia lá no começo do post? “Meu Deus, e como ela fazia com a cera da vela derretendo sobre a cabeça?” No fim entendi. Não tinha muito o que fazer. Ai eu mesmo sendo protestante super concordo com a canonização de uma pessoa dessa. É muito amor.
    E que charme essa neve caindo no seu blog. Adorei. Vc é fofa até nisso.
    Não sabia que a Suécia é majoritariamente protestante. Curti. Mas o coral deve ter sido de emocionar mesmo. E faz todo sentido hoje ser o dia dessa santa sendo que hoje é também o dia mais escuro do ano por essas bandas daí. Muito lindo.
    Adorei, Vanoca.

    Beijo

    1. Então Paulinha, as meninas usam uma proteção no cocuruto para não pegar fogo nas madeixas, mas que não protegem em nada contra essa cera derramada. Eu vi que outras costumam usar velas “fakes” e a luz funciona com uma bateria, mas acho que é só para as mais novas mesmo, já que não são tão usuais assim.

      A neve? Pois é, vi que o wordpress disponibilizou essa opção e como eu acho que combina com Natal me joguei na decoração natalina no blog também haha. Pra ficar tudo bonitinho!!!

      A tradição de Santa Lucia é um pouco diferente por aqui, já que não há esse viés com o catolicismo. Acho bacana o país comemorar a data, mesmo representando uma crença do folclore sueco. Acho que cada país comemora do jeito que bem entende, né? Eu não sou protestante, mas tenho que te falar que estou aprendendo muito como é a cultura no país e estou adorando, até mesmo essas questões religiosas.

      Puss!

      PS. Agora sou eu que estou sentindo falta dos seus posts! 😉

Deixe uma resposta para Vânia Cancelar resposta