A Teimosa comemora mais uma primavera

Desde que voltei das férias no Brasil não estou conseguindo blogar como eu gostaria. Entrar na rotina novamente está levando um pouco mais de tempo do que eu havia imaginado. Não sei dizer ao certo a razão. A culpa não é do clima e nem da diferença de fuso horário. Também não é da escuridão e nem tampouco das atividades indoor. Talvez lá no fundo eu saiba o que é. Saudades? É isso! Tá aí a vilã da história. Mas não é saudades de tudo. Não, não! Tenho saudades apenas das coisas boas e das pessoas que reencontrei por lá. E olha que foram muitas!

Então, decidi que irei compartilhar alguns momentos que passei no Brasil e que fizeram toda a diferença para que eu voltasse à Suécia com um sorriso bobo estampado no rosto, a energia renovada e o espírito flutuando nas nuvens. Momentos pelos quais me encheram de felicidade e que merecem ser registrados como um apoio de memória no futuro. Decidi que quero fazer isso por um simples motivo: sempre que eu tiver dúvidas sobre mim, esses textos me ajudarão a lembrar de onde venho e quem eu sou.

Um dos motivos pelos quais eu queria passar as férias em janeiro no Brasil é porque é o mês do meu aniversário. Completei 38 aninhos no dia 17 janeiro. Já sei, estou mais para uma tia da Sukita do que outra coisa, mas acho que a idade está me caindo bem. Estou ficando sem vergonha! No bom sentido, tá! Se há alguns anos você me perguntasse qual era a minha idade eu tentaria esconder. Mas percebi que isso é uma grande bobagem e atualmente tenho orgulho de dizer quantos anos tenho. Apesar das minhas linhas de expressão me denunciarem, sinto que minha alma ainda é de uma adolescente. Vai ver eu ainda não cresci mesmo.

Enfim. Quem me conhece sabe que eu não sou de celebrar meu aniversário. Sempre gostei de coisas mais simples, tranquilas e sem muito alvoroço. Mas após dois anos comemorando meu aniversário nas terras geladas, senti que estava na hora de ter um pouco de calor humano a minha volta. Sabe aquele sentimento de estar perto das pessoas que te fazem bem? Era disso que eu estava precisando.

E foi assim que eu resolvi festejar e receber os convidados como uma legítima princesa que visita o Brasil.

IMG_2804

Na verdade, não foi bem uma festa, já que o objetivo era reunir apenas algumas pessoas e aproveitar para bater muito papo. Mas o que oferecer para a galera? Foi aí que eu tive a ideia de algo simples, mas com a certeza de que seria bem vindo: o famoso hambúrguer caseiro do Seu João (meu sogro). A receita original aos poucos está sofrendo mutação e já está se tornando o Hambúrguer do Maridão.

Para ficar uma coisa sem frescura cada pessoa montava o seu próprio sanduíche. Nada de muitos ingredientes. Coisa simples mesmo. Deixei numa bancada os pães, alface, tomate, cebola roxa, maionese, catchup e mostarda e assim cada um pegava o que queria e na quantidade desejada. As bebidas ficaram na geladeira e cada um se servia do que queria: cerveja, refri, suco ou água. Não deu para cobrir todos os detalhes, mas o resultado final do hambúrguer foi esse aqui. Acho que agradou todo mundo, pois o pessoal foi embora pedindo a receita. Bom, né?

IMG_2805

E olha, maridão trabalhou como nunca no meu aniversário. Além de ter preparado toda a mistureba que a carne leva, ficou na churrasqueira grelhando os hambúrgueres para o pessoal que ia chegando e ainda se desdobrou para ser meu fotógrafo. É muito amor e dedicação!

IMG_2814

IMG_2813

IMG_2812

IMG_2811

IMG_2810

IMG_2809

E um aniversário só é completo quando tem brigadeiro, bolo, vela e parabéns. Acho que deu pra sentir como eu estava feliz, não?

IMG_2806

IMG_2807

Teve gente que achou que eu estava “trilili” por ter tomado umas duas latinhas de cerveja, mas juro que eu não estava. O sentimento era mesmo de pura felicidade. Uma felicidade que não cabia dentro de mim. Fiz discurso, chorei de emoção e ri como nunca. Ouvi palavras carinhosas e recebi muitos abraços apertados.

Mas uma das coisas que eu sinto falta é de estar rodeada por essa galera que eu amo de paixão. Que sempre esteve presente na minha vida, nos momentos emocionantes, tristes, bons e de superação. Momentos para desabafar, ouvir, rir e chorar. Que nunca me virou as costas e que sempre teve uma mão estendida para me dar um empurrão para seguir adiante ou me fazer um cafuné quando eu precisava.

Sinto falta dessa energia contagiante. Sinto falta das conversas. Sinto falta das risadas. Sinto falta do toque. Sinto falta da presença. Sinto falta dos bate-papos mais acalorados. Sinto falta de tudo. Mas o que eu mais sinto falta é dos meus verdadeiros amigos e estar junto dessas pessoas foi o melhor presente que eu poderia ter recebido no meu aniversário.

IMG_2803

Vi ses… hej då! 😉

50 thoughts

  1. Oi Vania,
    Estou tao feliz em ler seu blog e me sinto tao proxima de voce, especialmente nesse em que voce fala da comemoracao de seu aniversario no Brasil e do calor de seus amigos e familias. Eu moro fora do Brasil desde 2010 e nao tive oportunidade de retornar a patria. Bateu uma saudade tao grande que comecei a chorar – eu sei, sou uma manteiga derretida!

    Alias, nao consigo parar de le-lo. Ainda nao tive coragem de comecar um blog e talvez nunca tenha. Parabens por esse blog tao legal! Estou lendo de tras pra frente, i.e. da ultima coisa que voce escreveu pra tras. Estou muuuito interessada em morar nesse pais maravilhoso. Quem sabe, ne? So preciso descobrir como. Bjao! 😀

    1. Olá Mir!
      E eu fico mais feliz ainda por você ter gostado do que escrevo. Tudo bem que, às vezes, são apenas besteiras rs. Mas gosto de me sentir próxima dos meus leitores. 😀

      Muito obrigada pelo carinho e pelo feedback! Isso pra mim é super importante, porque dá aquela força para continuar postando sobre as coisas da Suécia ou um pouquinho da minha vida pessoal. 🙂

      Puss! 😉

  2. Vânia, estou um pouquinho atrasada, mas sei que vc vai entender, pois também estive/estou em viagem e fica mais difícil acompanhar tudo o que rola por aqui, maaaaas, desculpas dadas, FELIZ ANIVERSÁRIO! Que seja mais um ano de vida repleto de realizações, alegria, saúde e paz (:

    Beijão!

    1. Olívia, o importante é que você está aqui! Você tem mais é que aproveitar essas oportunidades e deixar um pouquinho a blogosfera de lado, até porque precisamos viver além da telinha, né! 😉

      Muito obrigada pelo carinho! Adorei!

      Puss!

  3. Poxa!! Ainda pode dar parabéns atrasado?
    Feliz aniversário, Vânia!Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!
    Que Deus te ilumine sempre e encha sua vida apenas com coisas boas, gente do bem, palavras carinhosas, sorrisos sem motivo e muitos novos sonhos pra você realizar!
    Eu chorei no trecho que você fala das coisas que você sente falata e eu tenho que concordar totalmente com tudo que você citou!
    A vida do lado de cá tem muitas vantagens, mas eu me flagro muitas vezes sonhando com os perrengues brasileiros que sao totalmente contornados pelo convívio com tanta gente bacana, de riso fácil e que numa simples conversa no ponto do ônibus já faz a gente se sentir da família!
    Ain, é difícil, viu?
    Mas ainda bem que nessa internet da vida os nossos caminhos se cruzaram e eu te garanto que carinho, afeição, cumplicidade, cuidado e muito bom humor nunca vão te faltar !
    Te admiro e te gosto muito!
    Um beijo enorme!

    1. Claro que pode me dar os parabéns atrasado! O que importa é esse carinho sem fim que eu recebo de você minha linda. Saiba que eu desejo em dobro para ti e que todos os seus sonhos se realizem também.

      Morar fora do Brasil é realmente uma caixinha de surpresas. Aprendemos a valorizar certas coisas, sentimos saudades de outras, mudamos alguns hábitos, aprendemos um monte de coisas novas, quebramos a cara, mas o mais importante é que a gente continue com a mesma essência. Isso sim é importante!

      Fico feliz da gente ter se cruzado nesse mundinho da blogosfera e espero que a gente ainda possa compartilhar muitas e muitas coisas ainda e quem sabe um dia a gente não saia da telinha, hein? Pensou que bacana que iria ser? 😉 Te adoro muito lindona!

      Puss!

  4. Parabéns!! Atrasado, mas de coração. E adorei a ideia de fazer a comemoração no Brasil. Com pessoas especiais e comilança da terrinha. E assim vamos levando a vida….sentindo saudades de pessoas que queremos bem, sem nunca esquecer quem somos de verdade.
    Adorei o texto e a tua felicidade nas fotos!!!
    Super beijo,

    1. Aninha!
      Passar o meu aniversário por lá foi simplesmente fantástico. Foi do jeitinho que eu queria e acho que no fundo eu estava precisando dessa comemoração. Não sei explicar, mas voltei diferente, acho que mais feliz rs.
      Obrigada pelo carinho.
      Puss!

  5. Parabéns com um mês e um dia de atraso, Vânia!
    Eu sou uma pessoa tímida e não gosto muito de faaaarras e sempre fico envergonhada em aniversários. Mas sempre tem aqueles amigos verdadeiros que merecem nossa atenção, carinho, saudade e amor! Todo amor do mundo!
    Nada melhor mesmo.
    E lindo também essa coisa de não ter vergonha de dizer a idade. A gente só fica mais bonita e sempre uma versão melhor de nós mesmas!

    Beijo, moça!

    1. Anna!
      Esse carinho que a gente recebe das pessoas não tem preço. Sou abençoada por ter pessoas do bem ao meu lado e me sinto bem por elas fazerem parte da minha vida.
      Apesar de eu ser quase uma quarentona, não tenho vergonha disso. Nada como a experiência e ainda mais agora sabendo da “versão melhorada” hehe.
      Muito obrigada pelo carinho de suas palavras.
      Puss!

  6. Que lindo Vanoca, meus parabéns atrasado, até então eu nem sabia a data do seu aniversário, te desejo tudo de bom, muita paz, alegria e sucesso e que Deus sempre te acompanhe.
    Mas mudando de assunto, estava eu lendo o post e rindo, como é bom comemorar essa data tão importante com quem a gente ama não é ?!
    Adorei as fotos, e achei seu esposo um herói por se contorcer para tirar as fotos (afinal quando a gente ama alguém, nós fazemos de tudo pra agradar né ?!) hehe ficaram lindas…
    E te juro que achava que você tinha uns 25 anos , (não acreditei quando você disse que estava fazendo 38 aninhos!)
    Felicidades pra vocês dois na pequena terra gelada dos Vikings!

    Puss Puss! 😉

    1. Muito obrigada pelo carinho lindinha do meu coração! Saiba que desejo tudo isso em dobro pra ti.
      E olha que meu marido foi um herói mesmo, pois fez tudo isso por mim e não reclamou nem um tiquinho. Agora 25 anos? Eu? Vixi! Já passei dessa idade faz tempo. Quem me dera se eu fosse novinha assim, ainda estaria arrasando nas passarelas por aí rs. Mas fico muito feliz em saber que você se surpreendeu com a minha idade. Tô me achando a última bolacha do pacote agora! hehe.
      Puss!

  7. Sabe, eu não costumo gostar de posts pessoais nos blogs, mas o seu post está diferente dos que costumo ler. Sente-se saudade, mas sente-se mta alegria tb, e mto o sentido de comemorar a vida. Daí, consegui lê-lo todinho e gostei.
    Achei que foi um post sincero, vindo do coração, sem ser cansativo.
    Há coisas que logo identifiquei-me como ter saudades do que de mais valioso deixamos no Brasil, a família, os amigos. Disso sinto saudade, do país em sim apesar de gostar muito, não sei se conseguiria voltar a adaptar-me, após mais de uma década fora.
    Outra coisa que me identifiquei foi qdo vc falou de sentir falta do toque. Ai, isso foi uma das primeiras coisas q achei estranho na Europa. Eu ia cumprimentar com abraço e aperto de mão; e respondiam só com beijinhos frios. Bem, a verdade é q já me acostumei a essa “distância” do toque, q qdo fazem comigo o q eu fazia no Brasil , acho estranho. hahaha
    Uma vez vi uma reportagem da Regina Duarte a dizer justamente isso q o povo brasileiro é um povo que se toca muito, q se abraça….
    O seu aniversário foi lindo e quente! Parabéns !
    Agora, vê se passa pra gente a receita do sogrão! heehehe

    1. Oi Sil, tenho de confessar que post pessoal não é muito o meu forte. Só que nesse momento sinto que tenho de registrar alguns momentos da minha vida, principalmente esses que me enchem de felicidade. Tenho certeza de que eles me servirão de apoio de memória, até mesmo por causa de algumas situações que têm acontecido comigo nos últimos tempos.

      Enfim, assim como você sinto saudades dessas pessoas, mas de outras coisas nem tanto. Imagino que se você tivesse de voltar ao Brasil, com todo esse tempo morando fora, a readaptação não seria nada fácil. O ritmo de viver e as ideias são diferentes.

      Você comentou dos beijinhos… e aqui que nem isso tem. Voltei do Brasil e agora todo mundo que eu reencontro eu dou beijos na face. O povo anda me olhando meio torto, porque isso é ser íntimo ao extremo. Mas no fundo nem estou ligando muito, afinal eu sou brasileira hehe.

      Muito obrigada pelo carinho de sempre! A receita terei de pedir ao maridão, porque somente ele tem os segredos dessa delícia! 😉

      Puss!

  8. Que lindo esse post, Vânia, eu sinto alegria só de ver as fotos! Cada sorriso, tanta alegria transbordando 🙂 Feliz aniversário atrasado, e sabia que eu achava que você tinha no máximo uns 32 anos? hehe

    beijos!!

    1. Eu estava muito, mas muito feliz Marcela. Estava morrendo de saudades dessa galera e tê-las perto de mim no meu aniversário foi simplesmente maravilhoso.
      Sério que ainda consigo enganar com a minha idade? Haha! Quem dera se eu ainda tivesse 32 anos.
      Muito obrigada pelo carinho!
      Puss!

  9. Feliz aniversario, flor!!!
    Pelo visto as ferias no Brasil foram mais que ferias. Dificil naum voltar pra casa com uma mala de saudade…a minha por aqui, uma semana apos o retorno, continua pesada de saudade (e roupas pra lavar, e doces, e cachaca…rs)
    Bjs…nos vemos nos proximos posts 😉

    1. Gi, muito obrigada pelas felicitações!
      Olha, as férias foram “tudibom” e o duro agora está sendo voltar à rotina normal. Ô dureza, viu! A saudade continua, mas as roupas, essas eu já me livrei haha.
      Puss!

  10. Que dilíiiiiiiiicia de post! Uma verdadeira princesa sueca com rostinho de menina! Que maravilha né reencontrar os amigos e familiares. Eu amei cada segundo que passei por lá, embora tenha me decepcionado muito com algumas pessoas. Mas assim como você, eu só trouxe pra casa as lembranças boas. Essas sim importam e marcam a vida da gente. Achei muito bacana a ideia dos sandubas! Coisinha simples, gostosa e que agrada a todo mundo! hehehe
    Sabe que eu também não encontrei o ritmo de blogar ainda? Não passa nenhuma ideia na minha cabeça. Tô totalmente sem inspiração. Nem pra comentar no blog dos amigos tô encontrando disposição. Tomara que isso mude!
    Bom, já te desejei feliz aniversário no seu face, mas não custa nada desejar felicidades novamente. Aliás, quando gosto de uma pessoa eu posso desejar diariamente! Então, seja muito feliz sempre! E nunca deixe que nada nem ninguém apague esse sorriso lindo de criança do seu rosto!
    Um super beijo,
    Ana

    1. Aninha, foi tudo de bom reencontrar os amigos e ainda reencontrei pessoas que não via há mais de 15 anos, dá para acreditar? Ainda quero escrever sobre isso, pois cheguei até a chorar com alguns encontros, só para variar um pouquinho. Você fez bem em trazer somente as coisas boas, pois são elas é que realmente importam para a nossa vida. Coisas negativas e que não agregam valor é bom a gente deixar bem longe ou bem enterradinho.
      Estou tentando voltar a blogar, até tenho algumas ideias, mas o que está me faltando mesmo é vontade de sentar em frente ao computador e escrever. Hoje comecei a esboçar alguns posts, mas ainda todos pela metade. Quem sabe essa semana saia alguns, até porque estarei longe do maridão e precisarei ocupar o meu tempo com algumas coisas.
      Muito, muito, mas muito obrigada mesmo minha linda por todo esse carinho. Você faz com que eu me sinta querida! Adorei saber que ainda tenho um sorriso de criança… rs… ganhei o dia e estou me sentindo mais jovem. Ah, quem me dera! 😀
      Puss!

  11. Vânia, minha querida amigona. Meus parabéns muitas felicidades e muitos anos de vida para você. As fotos estão maravilhosas e você como sempre muito linda. Não sei exatamente o dia de seu niver mas deve ser perto do meu. O meu é 31 de janeiro.
    Um beijo com muito carinho para a menina linda,
    Manô.

    1. Olá Manô!
      Meu aniversário foi no dia 17 de janeiro… Comemoramos nossas primaveras no mesmo mês! Então, aproveito também para desejar felicidades 1000 pra ti e que venham muitos e muitos anos.
      Muito obrigada pelo carinho meu querido.
      Puss!

  12. E quem não sentiria falta de uma galera assim?
    minha fia, 38? Cê jura? rsrsrs
    Parabéns por ter curtido seu niver da forma que queria. O importante é estar rodeada de amor e positividade.
    Bjs!

    1. Olha Eve, eu sinto e muita falta. Mas a minha vida está aqui agora e o jeito é tocar a bola pra frente. A vantagem é que eu consigo ir uma vez por ano ao Brasil para tentar matar a saudade… Ou pelo menos me enganar achando que eu estou aliviando essa saudade.

      Pois é, tenho um três oitão nas costas rs… E tô vendo que os anos estão voando cada vez mais, mas estou feliz e é isso o que importa.

      Puss!

  13. Oi Vânia,vim devolver a visita e te agradecer pelo toque lá no meu post,realmente aquela legenda ficou meio pesada, e relendo-a hoje,após teu comment,acabei suprimindo a parte “naja”..Gostei do teu blog e de saber que moras na Suécia,país q visitei há muitos anos atrás mas do qual gostei muito(fiquei apenas 3 dias na capital)-enfim,aprecio opiniões sinceras, e a tua me fez pensar que devemos escolher muito bem as palavras que usamos,pois nem sempre as piadas ou brincadeirinhas repercutem bem.Fiz um “mea culpa” lá,em aberto mesmo.Não pretendo agradar a todos,mas achei que a legenda não condizia bem com o resto q escrevi.
    Abraços!

    1. Madi! Que surpresa boa você aqui. Feliz demais com sua visita. :D. E muito legal saber que você já esteve por essas bandas!

      Mas você sabia que depois que li seu comentário quem ficou preocupada fui eu? Pois é! Juro que não era minha intenção parecer rude. Quando temos um blog aberto na internet estamos expostas a diversas opiniões e perfis de leitores. No início do meu blog eu levei algumas “pancadas”, porque realmente é difícil de agradar todo mundo. Mas saiba que você fala sobre esse mundinho fashion como ninguém.

      Não mude nada por ninguém, mas sim porque condiz com sua postura.

      Puss!

  14. Vânia, você estava a própria princesa da Suécia com esta tiara, hein?! Deu pra sentir a sua alegria lendo o post, poxa que bacana!!! Parabéns pra você e tudo de bom!! Hoje faz exatamente 1 mês do seu niver :-). Felicidades e tudo de bom pra você!!! Bjs

    1. Sandrinha! Praticamente a própria princesa, mas só faltou a conta bancária para ser mais real. 😀

      Relembrar o meu aniversário e ver as fotos novamente me encheu de felicidade hoje. Foi bom escrever sobre isso, pois quero ter certos aspectos da minha vida bem registrados pra eu nunca esquecer.

      E a tiara eu resolvi usá-la por causa de um amigo, que desde o início da minha visita ao Brasil só me chamava de “Princesa da Suécia”. Como não quis perder a piada, resolvi incorporá-la exatamente nessa ocasião. O melhor foi ver o rosto das pessoas chegando em casa e me vendo desse jeito. Sensação única! hehe.

      Nem tinha notado e só caiu a ficha depois que você mencionou: hoje tenho 38 anos e 1 mês. 😀

      Obrigada pelo carinho.

      Puss!

  15. Menina, que aniversário mais tudo de bom! Entendo este post, porque é muito bom passar o niver no Brasil…tem um gosto muito especial mesmo. Se esbaldou, hein? Adorei a tiara de princesa! rs Tudo de bom pra vc!

    1. Eli! E foi mesmo, daqueles tipo “tudibom” que eu não esquecerei tão cedo. E olha que aqui só registrei uma parte da comemoração, pois aproveitei meu aniversário durante três dias seguidos. É mole? Hehe.

      A tiara teve um propósito. Um dos meus amigos dessa vez só ficava me chamando de “princesa da Suécia pra lá, princesa da Suécia pra cá”. E foi aí que eu não quis perder a piada e resolvi incorporar a tiara no meu aniversário. Acho que funcionou porque arranquei muitos sorrisos da galera. 😉

      Obrigada pelo carinho!

      Puss!

  16. Vanoca, que delícia de post. Voltar à rotina depois de uma viagem tão gostosa dá mesmo um certo trabalho e eu sei que fica um gostinho de saudade na gente que às vezes até se assimila a tristeza. Mas vc sabe que não é tristeza. Somos nós querendo prolongar o que foi bom.
    Me diz, como faz para chegar aos 38 com essa carinha de menina sapeca? Rs
    Sua felicidade exala nas fotos, sabia? E o carinho dessas pessoas por vc e vice e versa. E esse hamburgue, quase no horário do almoço aqui… malvadeza, viu? Rs.
    Eu sei que vc tem evitado fazer post mais pessoas aqui, mas tem coisas que a gente tem porque tem que escrever. Porque faz bem registrar, falar do que é bom (e às vezes até do que não é também) pra um dia a gente voltar aqui e lembrar e sentir tudo isso outra vez (ou no caso das coisas não tão boas, vermos o quanto aprendemos com elas).
    Obrigada por compartilhar dessa alegria com a gente. Seu blog é desses que faz falta ler e um post assim me faz lembrar o porquê.

    1. Paulete Bolete! Ainda estou me acertando, mas aos pouquinhos sinto que as coisas estão entrando nos eixos. Essa semana, por exemplo, tô inspirada para fazer várias coisas. Só preciso administrar minhas prioridades para dar tempo de fazer tudo que eu quero.

      Sapeca? Eu? Imagina! Só um pouquinho de vez em quando. Acho que o meu espírito não quer que eu cresça. E outra, felicidade é o novo creme anti-idade. 😀

      Quero registrar esses momentos que passei no Brasil, porque foi um período bastante especial pra mim. Acho que essas férias foram as melhores que eu já tive nesses últimos anos e não quero esquecer jamais. Talvez eu perca a vergonha e comece a fazer uma mescla entre coisas culturais e pessoais. Veremos!

      Você é uma linda em todos os sentidos e fico tão, tão, mas tão feliz que goste de estar aqui comigo, alegrando o meu dia e fazendo parte da minha vida.

      Um “puss” bem grandão pra ti! 😉

  17. Vânia,
    Que delicia viu! Aliás tudo delicia, estar junto a família e os amigos, o hambúrguer… E Super atrasada Feliz Aniversário, com muita saúde, paz, realizações e bastante amor!
    Beijos

    1. Lola Maria de Albuquerque e Figueroa!
      Foi uma delícia ter comemorado meu níver em terras brasileiras. Pra mim foi absolutamente tudo perfeito!
      Obrigada pelo carinho minha linda e saiba que eu desejo o dobro para ti. 😉
      Puss!

  18. feliz regresso. mais uma primavera celebrada por uma “teimosa”, e nós, por cá (portugal) parece que vamos ter uma primavera teimosa que não há de querer chegar a horas. beijinhos e felicidades. 🙂

    1. Mia, querida! Muito obrigada!
      Foi bom comemorar meu níver com os amigos, mas estou feliz por estar de volta. Eu que estava com saudades do inverno, pelo jeito ele anda escondido aqui nas terras nórdicas e o clima mais parece de primavera do que de inverno. Tenho certeza de que ela aparecerá por aí mais cedo do que se possa imaginar.
      Puss!

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s