O mês de Fevereiro na Suécia

Essa semana estava passeando por uma das livrarias de Estocolmo para verificar os últimos lançamentos, vasculhar promoções e talvez até levar para casa algum título interessante. E entre uma bisbilhotada ali e outra acolá me deparei com um livro que, em minha opinião, parecia ser bastante interessante. Curiosa que sou não resisti e peguei para folheá-lo. E não deu outra, fui surpreendida pelo conteúdo.

O livro se chama “The Year in Sweden” e foi lançado em 2006 pelo autor australiano Kim Loughran. Com mais de 30 anos morando na terra dos vikings, o autor captou a alma sueca e compartilhou o que acontece em todos os meses do ano nesse livro, trazendo as tradições, hábitos, curiosidades e até certa ironia em alguns trechos, sabe. É gostoso a gente ler sobre a cultura que gostamos, ainda mais sob um olhar diferente do seu. E além de toda essa informação bacana, as fotografias das paisagens são lindas. Não é à toa que muitos suecos gostam desse livro.

IMG_2190

Será que deixei você com uma pontinha de curiosidade? Não? Sim? Talvez? Enfim! Decidi que irei compartilhar apenas algumas informações que o livro traz e assim dar uma visão geral do que acontece mês a mês nas terras geladas. E claro, que com meus pitacos também.

Então vamos lá!

O mês de fevereiro pode ser considerado como o mês menos erótico do ano. Segundo as más línguas, isso acontece porque no mês de novembro há uma queda no nascimento das crianças. Então, se há menos crianças nascendo em novembro, significa que a galera deixou de “furunfar” em fevereiro. Mas, sinceramente, tenho lá minhas dúvidas. Pensa comigo! Por aqui ainda continua frio e escuro. Então não seria o momento ideal para se divertir ainda mais embaixo do edredom? Pois é!

Agora, por outro lado, fevereiro é o mês com o maior número de nascimentos. Então significa, que noites mal dormidas, cansaço estampado na cara e uma rotina totalmente nova fazem parte da vida do casal. É, acho que dá para entender porque o sexo diminui tanto nessa época do ano e aumente tanto no verão, lá pelas festas do Midsommar.

E para quem ainda não tem idade suficiente para desfrutar dos prazeres do sexo, ainda há outra maneira para se divertir, aproveitando a semana do Sportlov, conhecido por aqui como férias de inverno. O que acontece é que as escolas dão uma pausa nesse mês durante uma semana e quem tem a oportunidade aproveita a última chance para esquiar. No ano passado eu contei um pouco sobre o Sportlov ainda quando morava em Gotemburgo e descobri que cada cidade tem seu escalonamento reservado no calendário sueco.

Como não podia ser diferente a Suécia ainda continua nessa época do ano dependente de produtos vindos de países como Holanda, Espanha, Tailândia, Quênia, Brasil e outros. Mas isso não é novidade, pois produtos desses países eu vejo o ano todo nos supermercados. Mas a novidade fica por conta de que a cozinha sueca não para nunca. Eita povo que gosta de cozinhar, viu! Tanto isso é verdade, que a Suécia é a nação que mais tem livros de culinária publicados per capita do que em qualquer outro país. Olha, tenho feito algumas receitas suecas e confesso que tenho gostado pra caramba.

IMG_2787

Bom, por enquanto é só! Ah, e uma dica: para quem é recém-chegado na Suécia ou quer dar um presentinho a alguém, saiba que esse livro é uma ótima opção.

Vi ses… hej då! 😉

27 thoughts

  1. Só tenho uma coisa a dizer: furunfar!
    hahahahahahaha
    Achei que eu era a única pessoa no planeta que usava esse termo!
    Adoro livros em geral, mas tenho uma paixão em particular por livros com abordagens diferentes sobre culturas e países!
    Antes de me mudar pra Alemanha comprei vários nesse estilo e ria sozinha lendo no ônibus!

    Um beijo, lindona!!!

    1. Você também gostou né Pam?! Fala a verdade, desenterrei essa palavra. Portanto, você não está só e juntas dominaremos o mundo hahaha.
      Também gosto de livros assim… ainda mais agora morando por aqui. Tudo que é sobre a Suécia me desperta interesse. Nada como algumas doses de cultura para nos encher de alegria 😉
      Puss!

  2. Adorei a explicação sobre fevereiro e novembro! “Furunfar?” Me fez rir auhauhauahuahu “Por aqui ainda continua frio e escuro. Então não seria o momento ideal para se divertir ainda mais embaixo do edredom?” Ai ai auahuahuahu
    E eu adoraria aproveitar o sportlov, mas confesso que tenho um pouco de medo de esquiar… Nunca senti um frio realmente grande na minha vida, e nunca vi neve também, mas aposto que quando essas coisas acontecerem vou ficar andando toda cheia de casacos, aproveitando o friozinho e observando tudo ao redor. Quietinha! hahaha!
    Ah! Se algum dia você postar receitas suecas aqui, com certeza vou testar. Um país com tantos livros de culinária não pode ser ruim, certo?

    Beijo!

    1. Gostou do furunfar né Anna? Acho que hoje nem se usa mais essa palavra, porque as coisas estão tão modernas :D.
      Mesmo morando por essas bandas há algum tempo, esquiar não é o meu forte. Sempre me atrapalho em controlar os esquis. Eu tento, mas é difícil! E com relação ao frio, depois de um tempo a gente se acostuma. Eu mesma já nem uso tantas roupas assim… se bem que hoje em dia eu uso um casaco mais adequado ao inverno por aqui, porque as roupas do Brasil não servem para o inverno sueco.
      E pode deixar, depois que eu tiver mais prática na cozinha vou postar algumas receitinhas. Tenho certeza de que irá adorar ;-).
      Puss!

  3. Vânia, amiga querida, sua reportagem está perfeita. Gostei muito. E a respeito do mês de fevereiro poder ser considerado como o mês menos erótico do ano em função dos nascimentos em novembro, acho que o problema não é “furunfante” acredito que o Ministério da Saúde daí distribua preservativos de graça nessa época. O mesmo que fazem aqui no carnaval, kkk!
    Adorei a reportagem amiga da sucursal brasileira na Suécia.
    Um beijo,
    Manô.

    1. Hehe.. só você mesmo Manô. Se a distribuição de preservativos acontece eu realmente não sei. Mas se acontecer provavelmente deve ser no Midsommar (a comemoração do solstício de verão), onde a galera está com os hormônios à flor da pele… se bem que não resolve muito, porque os bebês estão nascendo aos montes agora em fevereiro.
      Obrigada pelo carinho.
      Big puss pra ti!

    1. Acredita que sim? Depois que mudei pra cá estou me aventurando um pouco mais nessa arte da culinária rs. Tudo bem que ainda não tenho lá muito jeito na cozinha, mas ando me virando como posso até porque comer todos os dias fora de casa acaba pesando no orçamento.

      No caso de produtos brasileiros eu consigo achar bastante coisa por aqui. O problema é o preço… “tudo os olhos da cara”. Só compro quando a vontade aperta mesmo. Mas quando vou visitar o Brasil aproveito para trazer a mala recheada de coisas gostosas. E aí encontro outro problema: não passar do peso estipulado pela cia. aérea. hehe. 😀

      Puss!

  4. Muito legal o post! O livro deve ser sem dúvidas muito bom. Já no Brasil a história é outra né, a época de mais furunfa é o carnaval! hauahaua
    Eu não conheço nada da culinária sueco, a não ser os pratos que como na Ikea! 🙂 Gostaria de conhecer um pouco mais, uma vez que sou muito chegada a uma cozinha. Que tal testar e liberar algumas receitas pra nós, hein hein?!
    Obrigada por compartilhar essas informações, adorei!
    Big Puss! ❤

    1. É engraçado a gente ver como é o comportamento das pessoas nas diferentes culturas. No Brasil a galera solta a franga no Carnaval e na Suécia isso acontece durante o Midsommar. Festas no auge do verão. Tô adorando descobrir coisas novas por aqui.

      A culinária sueca já mudou bastante, até porque o país está bem mais internacionalizado agora (bom, e qual não está? rs). Tô com algumas ideias sobre as receitas e acho que eu deva começar a liberar sim, mas ainda vai levar um tempinho, porque ainda preciso aprender e muito! 😉

      Puss!

  5. Oi, Vânia
    O livro deve ser bem interessante mesmo! Não acho confiável essa história de que o frio diminui a libido. Aqui, assim que o povo começa a colocar roupas mais leves as ‘barrigudinhas’ ficam em evidência pelas ruas! Fazendo as contas, dá para saber direitinho o que o povo andou fazendo no outono/inverno 😉
    Você morou em Gotemburgo? Nossa! Adorei essa cidade e espero voltar assim que puder.
    Um grande abraço,
    Lu

    1. Oi Lu, é cada história que a gente vê por aí, né? Eu ainda continuo com minhas dúvidas sobre a veracidade disso. Vou até reparar mais agora no verão e tirar minhas próprias conclusões rs.
      Poxa, que legal saber que você conhece. Eu morei em Gotemburgo por 2 anos e a cidade foi uma benção na minha adaptação. Se der certo esse verão irei para lá novamente. 🙂
      Puss!

  6. A.M.E.I …. adoro livros ,adoro ler, escrever..
    Pena que tenho certeza que não vou encontrar esse livro aqui no Brasil 😦 , mas olhando por um lado, ainda bem que você vai compartilhar alguns trechinhos aqui com a gente. 😀

    Puss och kram 😉

    1. Que bom gostou lindinha!
      Não sei se esse livro tem realmente no Brasil, mas talvez em livrarias especializadas deve-se achar. E pode deixar que todo mês teremos novidades do livro por aqui. 😉
      Puss!

    1. Sou suspeita para falar, mas estou curtindo muito esse livro. Acho que essa semana termino de ler! 😀 E tem tanta coisa interessante que mal posso esperar para que os próximos meses cheguem logo.
      Puss!

  7. Aiii Vânia, no frio dá uma preguiça, isso sim! hahaha Agora a criançada nasce aos montes no início da primavera, claro né…todas feitas nas maravilhosas férias de verão, nos camping’s hahahaha Mas bem interessante mesmo o livro, cheio de curiosidades. O povo cozinha mesmo então por aí, é? Porque aqui os livros mais enfeitam as cozinhas rs
    Enfim, quando puder, conta mais! Parece bem legal! Bjs e boa semana

    1. Eli, cada vez mais estou me convencendo que ninguém quer saber de nada no inverno. No Brasil eu até entendo, porque lá tudo frio… mas aqui? Poxa, aqui é aquecido e o povo fica de fuleragem.

      E como cozinham viu. Aqui os livros de culinária tem ambas as funções: decorar a cozinhar e fazer a suecada colocar a mão na massa.

      Já ouvi falar da (má) fama da cozinha holandesa e comprovei isso em 2012. 😉

      Boa semana pra vc também. Puss!

  8. Vanoca, acho que poderíamos dizer então que fevereiro é o mês de maior furunfa no Brasil, né? Não é a toa que chamamos os bebês de novembro de filhos do carnaval rsrs. E sobre a culinária sueca, vai aprendendo aí, hein. Um dia vou ter que provar de suas habilidades culinárias 🙂
    Beijinho e ótima semana pra vc, linda.

    1. Hahaha… tá vendo como o comportamento sexual do ser humano é universal?! Ninguém quer saber de nada no inverno :D. Sabe que ultimamente tem saído algumas gororobas boas na cozinha aqui de casa que tenho até me surpreendido. E pode deixar, quando você vir me visitar vou te preparar um banquete que você sairá rolando daqui. 😉
      Puss!

  9. Oi Vânia,
    Fiquei curiosa em conhecer o livro. Há muitas fotos?
    Não vivo na Suécia para dar um palpite certeiro, mas penso que “fevereiro é o mês menos erótico”, talvez por ser o mês que as pessoas precisam de ajustar as contas financeiras do que gastou durante o Natal, Ano Novo, férias de inverno. Então, não há mta motivação para “”furunfar”, como disse.
    Há pouco tempo li na net, por exemplo, que o dia 21 de janeiro é o dia mais infeliz do ano. hahaha E o motivo, segundo disseram, é justamente por ser um dia q a maioria das pessoas recebem o seu vencimento e, entao acordam para a gastança que fizeram.

    1. Oi Sil! Sim, tem várias fotos. Eu acho que dá para pesquisar no Google e fazer uma busca pelas fotografias do livro (apesar de que ainda não tentei). Mas quando o interesse é somente pelas fotos, há outros livros mais focados nesse assunto e que traz paisagens lindíssimas da Suécia.

      Eu li algo a respeito sobre as contas financeiras e pelo que entendi se aplicava ao mês de janeiro. Mas vai ver que o gasto foi tanto que as dívidas estão se arrastando até agora rs. E essa do dia 21 eu não sabia. Já até anotei e depois vou compartilha-lha no mês de janeiro, mas acho que só no que vem. 😉

      Puss!

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s