Stockholms Stadsbiblioteket: a biblioteca pública de Estocolmo que reúne arquitetura e simplicidade

Quando se faz um roteiro turístico à última coisa que você pensa é em visitar alguma biblioteca naquele lugar, não é verdade? Os monumentos históricos tendem a impressionar muito mais e se o roteiro for apertado, aí mesmo é que qualquer visita a uma biblioteca fica fora de cogitação.

Agora, se você está de passagem por Estocolmo e tem uma vaguinha na agenda, que tal reconsiderar isso no seu roteiro, hein? A dica é dar um pulo na Biblioteca Municipal de Estocolmo. É um lugar bacana de ser visitado e fotografado, especialmente se você for apaixonado por arquitetura.

Talvez não seja um dos lugares mais legais para conhecer na cidade e nem tão atraente aos olhos da turistada, mas eu te digo uma coisa, vá que não irá se arrepender.

A Biblioteca Municipal de Estocolmo é um dos edifícios mais influentes da cidade. E por qual razão? Porque foi projetada no estilo clássico nórdico por um dos arquitetos mais famosos do país, o Gunnar Asplund. Prazer!

Sua construção foi iniciada lá no início do século 20 e a inauguração ocorreu em 1928. Por falta de grana para concluir o projeto, um dos anexos só conseguiu ser finalizado em 1932.

E de verdade? Esqueça as datas. O lance aqui é focar no edifício.

Ele é todo pintado num tom de laranja mais pálido e a entrada principal tem uma escadaria alta que te leva diretamente ao hall da biblioteca. E é aí que a coisa toda fica interessante.

Assim que você entra, de cara já dá para perceber que o destaque fica por conta da sala em formato cilíndrico. Você começa a prestar atenção nos detalhes ao seu redor, no contraste das cores e na misturinha das texturas dos livros. Dá uma vontade danada de querer folhear cada página e mergulhar em histórias adormecidas ou há tempos que parecem que foram esquecidas. E é ter aquela sensação de ser abraçado por um ambiente para lá de acolhedor.

As estantes cobrem toda a parede e as escadas para os andares superiores ficam meio escondidinhas atrás das portas de emergência. O teto é bem alto, branquinho e bem iluminado, principalmente por causa da luz que entra através das janelas. Bem no centro da biblioteca há um grande lustre, que apesar de ser simples, o formato contribui para que a iluminação seja harmoniosa.

E sabe o que é legal desse lugar? Não apenas a arquitetura e aquele largo abraço dos livros, mas também saber que essa foi à primeira biblioteca pública da Suécia a adotar o esquema de prateleiras abertas, para que as pessoas pudessem acessar os livros sem a necessidade de pedir a ajuda de um funcionário. Legal, né?

Mas tem mais. Ela é considerada a maior biblioteca pública do país, além de ser conhecida internacionalmente. O arsenal conta com aproximadamente 500.000 livros e é visitada diariamente por cerca de 3.000 pessoas. Posso dizer que faço a minha parte contribuindo para essa estatística, já que ela é a minha queridinha de Estocolmo.

Então, se estiver pela cidade pense com carinho nesse lugar. De repente vai que você me encontra por lá.

Vale a pena visitar, mas lembre-se que manter o silêncio é de bom tom, afinal você está numa biblioteca. Shiu!

Stockholms Stadsbiblioteket
Website: https://biblioteket.stockholm.se/
Endereço: Odengatan 63 – 11350 – Stockholm
Como chegar: A biblioteca fica em Vasastaden, no cruzamento da Sveavägen com a Odengatan (próximo à estação Odenplan, linha verde do metrô).

Vi ses… hej då! 😉