10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia

O mês de novembro é, sem dúvida, o mês mais sombrio do ano na Suécia: escuro, chuvoso e triste. Além disso, o humor muda, o entusiasmo diminui e o cansaço predomina, indicando que daqui para frente a temperatura será ladeira abaixo. O inverno permanecerá até meados de março, dependendo da região em que se está e não atrapalhará em nada o dia a dia dos suecos.

Pegando dicas com alguns suecos eu aprendi não somente a lidar com a escuridão e a chuva, como também abracei o frio no maior estilo escandinavo. E pensei: por que não compartilhar algumas delas com quem é recém-chegado ou está prestes a se mudar bem nessa época do ano, hein? Até porque elas me ajudaram e ainda continuam me ajudando muito. São elas:

1. Tome vitamina D, ela é importante. Morando na Suécia você não pode confiar em receber o suficiente de vitamina D quando se tem apenas 5 horas da luz do dia por dia. Considere também que você ficará coberto a maior parte do tempo. Sem essa exposição ao sol o corpo não consegue produzir a tal da vitamina. Portanto, ter um bom suplemento de vitamina D te ajudará a manter os níveis sanguíneos normais de cálcio e fósforo e ainda te deixará com bom humor.

2. Acenda muitas velas. Que tal criar uma atmosfera romântica, mesmo que seja apenas para você? A luz do fogo é uma fonte natural de iluminação e sua chama não só melhora o seu estado de espírito, como também pode te fazer companhia durante o longo inverno. Há uma razão para as velas serem tão populares na Suécia. Deixam o ambiente aconchegante, iluminado e bonito. Só é preciso ter cuidado para não pegar no sono e por um descuido colocar fogo na casa, hein?

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia
Velas para um dar um toque a mais ao ambiente

3. Saia de casa porque existe vida lá fora. A Suécia é um país de cultura ao ar livre. Por que não aproveitar da mesma forma que os suecos o fazem? Pescar no gelo, esquiar, snowbordear, patinar ou simplesmente uma caminhada diária, mesmo que ela seja bem curtinha. Aproveite também para carregar a sua câmera e ver o que você pode registrar, pois a paisagem é única.

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia
Aproveitando o inverno de um jeito diferente

4. Pratique exercícios e cuide bem de si mesmo. Precisa explicar mais alguma coisa? A gente sabe dos benefícios que o exercício traz para a saúde, não? Mas na Suécia, saúde caminha lado a lado com a felicidade, talvez mais do que em qualquer outro país. Essa cultura simplesmente adora atitudes saudáveis, valorizam a natureza como nunca, se exercitam bastante e procuram comer saudável. E acredite, há muitas pessoas que praticam exercícios no mais profundo e congelante frio do inverno. Mas se você tem medo do frio, que tal se tornar membro de uma academia ou das aulas de yoga? Isso pode te inspirar e te ajudará a espantar os demônios escuros do inverno e de quebra você fará novos amigos lá também.

5. Pense em ter uma lâmpada SAD (Seasonal Affective Disorder). É uma lâmpada especial que imita a luz solar e é indicada para pessoas que tenham algum tipo de distúrbio devido à deficiência de luz. Não, isso não é uma piada, porque ela existe mesmo. Considere em adquirir uma somente se você realmente precisar, pois o preço é meio salgadinho (entre 1.200 a 2.600 coroas suecas).

6. Aproveite a vida em família. Na Suécia a vida familiar é fundamental. As noites de sexta-feira, chamada de Fredagsmys, é geralmente reservada para a família se reunir, sempre acompanhada de uma boa refeição, lanchinhos ou tacos, filmes e muita diversão. Portanto, use a noite como o seu novo ritual de se relacionar, se cuidar e se reconectar com seus entes queridos. Mas se sua família está longe, não se preocupe. Que tal fazer isso com os amigos? Te garanto que será recompensador.

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suecia
Fredagsmys ao estilo brasileiro

7. Recupere o atraso da leitura e/ou acompanhe uma boa série de TV. Com tantos livros bons disponíveis e séries cada vez mais bem produzidas, você nunca precisa estar sozinho. Leia e encontre um autor favorito ou assista uma série, porque ambos podem te levar para novos lugares e te envolver em novas ideias.

8. Viaje porque faz bem para a alma. Se o seu orçamento permite isso, viaje para algum lugar novo. A viagem não precisa ser, necessariamente, de uma semana ou cheia de aventuras. Apenas um simples dia de viagem ou uma escapadela de fim de semana pode realmente te inspirar.

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia
Bate e volta da cidade de Norrköping durante o inverno

9. Dê um jantar e se divirta. Decore a sua mesa, faça uma comidinha gostosa, deixe a casa nos trinques e depois curta uma noite maravilhosa com os amigos ou a família. Pode até dar um trabalhão, mas mudar alguns hábitos e sair da rotina sempre vale a pena.

10. Valorize as coisas simples. Tendo prazer nas coisas que eu listei acima poderá amenizar a passagem pelo inverno, mas saiba que há coisas que o inverno escuro pode te dar e que você não irá encontrar em qualquer outra época do ano. É realmente tudo uma questão de atitude e essa atitude deve partir de você.

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia
Entardecer sob um lago congelado às 15h em Estocolmo

Portanto, tire proveito do que o inverno pode te oferecer e lembre-se que no final dele você será abençoado pelos encantos, cores e perfumes da primavera – com exceção do pólen, é claro!

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia
Muito pólen! Até para quem não é alérgico sofre com ele

Vi ses… hej då! 😉

———-

Esse texto foi publicado originalmente no site Brasileiras pelo Mundo. Em breve irei compartilhar como se vestir durante o inverno. Aguarde! Já compartilhei e você já pode ler o texto Como se vestir no inverno na Suécia.

16 pensamentos

  1. Que graça esse teu “diario” Vânia. Acabo de descobri-lo e não consigo parar de ler. Haha
    Estou indo para Stockholm agora em Agosto por 2 semanas.(I cant wait)
    Meu noivo é irlandes/sueco, moramos em Dublin e após nos casarmos aqui, pretendemos nos casar aí também … dai que comecei a pesquisar mais sobre Sweden e percebi que os dois países têm muito em comun. Fico mais aliviado … haha
    Bom, parabéns pelo blog, mega gostoso de ler!
    Beijo Beijo xxx

    1. Olá Andre, seja bem-vindo!
      Assim você me deixa sem jeito :). Fico mega feliz quando as pessoas o descobrem e curtem o que compartilho. Tudo o que posto no diário é feito com muito carinho.
      E é claro que estou feliz por ti também, né? Por ter um sueco para chamar só de seu e por saber que logo mais você estará por aqui. Que delícia! Te desejo muitas felicidades, viu? E que você goste bastante do país. Puss! 😉

  2. Que bom ter encontrado seu blog! Meu marido está considerando uma oferta de emprego em uma cidade do interior da Suécia e seu blog tem me ajudado muito na minha pesquisa pra nos decidirmos. Imagino que a vida em Stockholm seja bem diferente da vida em uma cidadezinha de 30 mil habitantes, mas como perspectiva e panorama geral de clima, pessoas, pontos positivos e negativos tem me ajudado muito. Obrigada! 🙂

    1. Olá Gisele!
      Iupiiii, que bom que você o encontrou :D.
      Sim, a vida na capital é mais agitada. Tem muita coisa para fazer… se bem que algumas precisam de muita grana, né? haha. Você não imagina como teu comentário me encheu de felicidade. É tão gratificante saber que o blog está ajudando as pessoas de uma forma ou de outra. Tento ser o mais sincera possível e procuro fazer tudo com muita dedicação. Muito obrigada pelo carinho… saiba que você fez o meu dia!
      Puss! 😉

    1. Oi Gi! Uau, há quanto tempo a gente não se fala, não é? 🙂
      Eu mudei o layout faz pouco tempo e dei uma reorganizada nos assuntos pra deixar mais visual. Espero que tenha ficado um pouco mais dinâmico. Valeu pelo carinho e um super 2016 pra ti também. 😉

  3. Vania sua lindona,
    Voce sabe que aqui na Alemanha até que este ano o inverno nao está tao com cara de inverno. Mas mesmo assim eu ja venho a tempos pesquisando a seasonal affective disorder light therapy, por indicacao da minha terapeuta natural, quando chega estes dias cinzentos minha vontade é de hibernar. Mas todas as dicas sao preciosas e muito bem lembradas.
    Um beijo e um abraco bem caloroso (para esquentar um pouquinho o frio da Suécia)

    1. Lolita, caramba há quanto a gente não se fala, né?
      Eu ainda não comprei essa luz porque ainda acho meio cara, mas se um dia a coisa apertar para o meu lado com certeza irei adquirir uma. Espero que esteja tudo bem contigo. Um beijinho caloroso pra ti também. Muáh! 😉

Faça a teimosa feliz. Comente!