20 Invenções que você (talvez) não saiba que são suecas

Não é de hoje que a Suécia é conhecida como um país de inventores e muitos de nós nem desconfiamos que usamos no nosso dia-a-dia uma porrada de coisas que foram criadas por um sueco sabichão.

Algumas dessas invenções pra lá de interessantes ajudaram a transformar a Suécia, que era há muitos e muitos anos atrás um país atrasado, em uma nação mega industrial.

Por causa disso, resolvi pegar as 20 invenções mais bacanudas e mostrar pra você como a nossa vida e o mundo mudaram desde que elas surgiram. Dá só uma olhadinha:

1. Escala Celsius. O astrônomo mostrou dois pontos importantes na escala: o do congelamento da água (ponto de fusão) e o de ebulição.
Inventor: Anders Celsius
Ano: 1742

Anders-Celsius

2. Fósforo de segurança. Vários formatos e substâncias foram utilizadas na criação do fósforo. Porém, foi um sueco que aprimorou e o deixou seguro para utilização. Tanto isso aconteceu que foi exatamente na Suécia que a produção em massa foi iniciada e o maquinário foi desenvolvido para melhorar a produtividade e a qualidade dele.
Inventor: Gustaf Erik Pasch
Ano: 1844

Invencoes-suecas

3. Dinamite. Inventada para facilitar a construção civil, mas que tempos depois acabou virando uma baita arma de guerra. Para o cientista isso foi uma paulada nas costas e motivo de muito desgosto.
Inventor: Alfred Nobel
Ano: 1866

Foto www.thinglink

4. Maçarico. Desenvolvido por um metalúrgico bem espertinho para resolver um pequeno probleminha com seu fogão.
Inventor: Carl Richard Nyberg
Ano: 1881

Foto www.harris-brastak.com

5. Chave inglesa. É praticamente um item obrigatório em qualquer caixa de ferramenta que se preze. Além de prática e ajustável, também é uma mão na roda para quem adora um projeto “do it yourself”.
Inventor: Johan Petter Johansson, que melhorou o conceito original do engenheiro britânico Richard Clyburn e a patenteou em 1891. Ou seja, uma ideia roubada e aperfeiçoada!
Ano: 1891

Foto sweden

6. Zíper. O zíper como conhecemos hoje foi melhorado e desenvolvido por um inventor sueco-americano de um modelo anterior menos eficaz.
Inventor: Gideon Sundback
Ano: 1913

Invencoes-suecas-3

7. Xylocaina. Quem nunca ouviu falar da famosa pomadinha utilizada para anestesiar a boca durante um tratamento odontológico, hein? A salvadora da pátria também é utilizada em outros tratamentos, inclusive os cardíacos.
Inventor: Nils Löfgren e Bengt Lundqvist
Ano: 1940

Foto tommyhansson.wordpress

8. Rim artificial. Testado pela primeira vez na cidade sueca de Lund e seu inventor era um professor sueco e um dos pioneiros na hemodiálise.
Inventor: Nils Alwall
Ano: 1946

9. GP&C – Global Positioning & Communication. É um sisteminha de posicionamento por satélite e comunicação por rádio para transmitir a posição GPS, velocidade e direção de aeronaves e navios em relação um ao outro.
Inventor: Håkan Lans
Ano: patenteado em 1947

10. Respirador artificial. Utilizado em muitas doenças diferentes em que o paciente por várias razões não pode respirar sozinho.
Inventor: Carl Gunnar Engström
Ano: 1950

11. Tetra Pak. As famosas e práticas caixinhas da Tetra Pak que vieram para facilitar o armazenamento de líquidos, semilíquidos e produtos lácteos.
Inventor: Erik Wallenberg e produtor Ruben Rausing
Ano: 1951

Invencoes-suecas-2

12. Ultrassom/ECG. É tão essencial para a saúde hoje em dia que lembrar de uma época em que ele não existia chega a ser difícil, né? E pensar que tudo começou para diagnosticar problemas no coração.
Inventor: médico sueco Inge Edler e o pesquisador alemão Carl Hellmuth
Ano: 1953

Foto Amanda Westerbom

13. Marcapasso. É um dispositivo eletrônico colocado cirurgicamente sob a pele do coração nos pacientes cujo o batimento não funciona lá muito bem.
Inventor: Rune Elmqvist
Ano: 1958

Foto Lars-Lundberg

14. Cinto de segurança de 3 pontos. Criado e desenvolvido por um engenheiro da Volvo, o cinto de segurança acabou se tornando uma exigência em todos os veículos de passageiros. Sabe o valor que ele tem? É que a cada 6 minutos uma vida é salva graças ao seu uso. Já são quase 60 anos salvando muitas vidas.
Inventor: Nils Bohlin
Ano: 1959

Foto Volvo-personvagnar

15. Monitor de tela plana. A construção desse monitor só foi possível por causa da descoberta dos cristais líquidos ferroelétricos. E foi graças a total dedicação de um professor sueco da Chalmers, uma das melhores universidades do país, que temos esse tipo de monitor hoje em dia.
Inventor: Sven Torbjörn Lagervall
Ano: 1979, mas sua produção em massa foi iniciada somente em 1994

16. Bluetooh. Criado para reduzir o número de cabos que utilizamos diariamente. Funciona apenas em distâncias curtinhas.
Inventor: Ericsson
Ano: 1997

Imagem-www.knowyourmobile

17. Skype. Está aí uma invenção sueca que definitivamente diminuiu fronteiras e aproximou distâncias. Faz chamadas de voz e vídeo gratuitos pela internet, chats e ainda permite ligações para telefones fixos. Graças a ele posso falar por horas a fio com meus amigos e a família no Brasil.

Inventor: Niklas Zennström da Suécia e Janus Friis da Dinamarca
Ano: 2003

Imagem-www.hmongusatv

18. Capacete para ciclistas inflável. Não é todo mundo que curte usar capacete para andar de bicicleta, né? Para ajudar essas pessoas, uma empresa sueca desenvolveu um tipo de airbag de carros só que para ciclistas. Funciona mais ou menos assim: você o utiliza ao redor do pescoço como um acessório e se, de repente, os sensores detectarem qualquer mudança fora do padrão do ciclista o airbag automaticamente é acionado.

Inventores: Anna Haupt e Terese Alstin
Ano: 2005

Foto Hannes Söderlund

19. Spotify. Quem é viciado em música com certeza conhece esse aplicativo e provavelmente o tem instalado no computador, celular ou tablet. São milhões de músicas à disposição e o usuário escolhe em baixar a versão gratuita ou fazer uma assinatura mensal. A propósito, eu até já mostrei como é a matriz da empresa em Estocolmo, lembra?
Inventores: Daniel Ek e Martin Lorentzon
Ano: 2006

Invencoes-suecas-4

20. Rastreador HIV. Um dispositivo sensível usado para mapear e detectar a propagação do HIV e outros vírus. Além disso, ainda detecta sinais de bioterrorismo e contaminação da água.
Inventor: Martin Hedström e sua equipe da Universidade de Lund
Ano: 2011

A lista não para por aí e a internet tá recheada de mais curiosidades, viu? E se por acaso você curte uma invenção, seja sueca ou não, em Estocolmo há um museu específico para isso: o Tekniska Museet. Garanto que é diversão e um monte informação interessante sobre como as coisas funcionam, ainda mais para quem tem filhos.

 

Vi ses… hej då! 😉

11 thoughts

  1. Nossa, Vânia! Que legal! Eu sabia que a Fiat Lux era sueca e que ela já foi a maior exportadora de fósforos, mas não me lembrava que era a inventora. Spotfy, skype, dinamite e o sistema Celcius eu sabia! Os demais não! Adorei o post (só pra variar) kkk Beijos.

    1. Agora sou eu que digo “nossa Jonathas”, porque eu não sabia que a Fiat Lux era sueca. Vivendo e aprendendo! Adoro essa troca, sabia? Eu compartilho algo e sempre tem alguém com mais informações interessantes. Obrigada meu amigo.
      Puss! 😉

  2. Caramba, fiquei surpresa com a quantidade de criações produzida pelos suecos.
    O fósforo de segurança, o cinto, o bluetooth, até o Spotify… puxa.
    Mas essa coisa de fósforo de segurança nem tanto dá certo. Já queimei o dedo com eles, haha. Entretanto, o cheirinho de fósforo gasto é incomparável.
    Seria muito legal se criassem um carregador sem fio, tipo um bluetooth sabe… Vai que os suecos já estão investindo nisso?! Haha.

    1. Oi Jak, você viu como os suecos são espertinhos? Tem muita coisa e até eu mesma fiquei surpresa com alguns itens quando estava fazendo essa pesquisa, porque também não tinha ideia de que tinha as mãos de um sueco sabichão. Vamos torcer para que mais coisas sejam inventadas… quem sabe esse lance aí do carregador :D.
      Puss!

    2. Os primeiros marca-passos (invenção sueca nº. 13!) eram carregados sem fio por um campo magnético oscilante aplicado a partir de um carregador posicionado do lado de fora do paciente. Parece mirabolante, mas a tecnologia é até bastante antiga e não tem lá muito mistério.

      Carregador sem fio já existe também para aplicações ‘civis’–https://www.google.com.br/search?q=wireless+charger&newwindow=1&espv=2&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiO99rVsc7OAhVCGZAKHS3YDs8Q_AUICCgB&biw=1195&bih=749

Dê vida a esse blog. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s