O mês de setembro na Suécia

Aos pouquinhos as pessoas vão se despedindo do verão com um certo aperto no coração. Agora é o momento de guardar os apetrechos de verão e tirar as botinhas e os casacos ainda nem tão pesados do armário. Tudo isso porque uma das estações mais lindas do ano está apenas começando: o outono. E é aí que você se dá conta que é setembro na Suécia.

Humor e hábitos começam a mudar levemente

A gente já começa a perceber uma certa mudança de comportamento nas pessoas. Os sorrisos ainda continuam estampados na cara de muita gente, mas já nem tão radiantes como antes.

Os livros começam a ser reabertos e os cursos no período da noite começam a surgir a todo vapor. Porém com a pandemia muita coisa está mudando e a maioria dos cursos presenciais virou online.

Me preparando com as leituras para o inverno e já no aguardo dos próximos livros que estão para chegar

Tudo isso é como se fosse uma preparação pra galera entrar de luto, afinal logo mais o bendito do inverno estará por essas bandas, né?

Live de um dos cursos online que estou fazendo com gente do mundo inteiro

O direito de colher

Nessa época do ano as áreas mais verdes, tipo mini-florestas, ficam cheias de mirtilos, amoras e uma frutinha típica da região escandinava chamada lingonberry. E uma coisa interessante é que as pessoas que vivem no país têm o direito de ir floresta adentro e colher essas frutinhas para o seu próprio consumo. Bacana, não?

Mas não é só de frutinhas silvestres que as florestas ficam abarrotadas no mês de setembro. Agora, também é a temporada dos cogumelos selvagens. Posso dizer com todas as letras que colher cogumelos é uma paixão nacional e o mais procurado é o Chanterelle.

E não pergunte a um sueco onde ele colhe os cogumelos encantados, pois pode ter certeza que ele ficará desconfortável com a pergunta. Afinal, isso é sigilo absoluto e ninguém quer dividir o pote de ouro.

Cogumelos adquiridos ainda da maneira tradicional: no supermercado

Eu ainda não tive essa experiência, mas tô doidinha da Silva para entrar na floresta, meter o pé na lama e me aventurar como nunca na natureza. Desde é claro que eu esteja acompanhada de alguém com experiência para colher os tais cogumelos mágicos e dourados.

A comilança não para

Se eu falar que tem mais coisa que envolve comilança você acredita? Pois é, tem sim senhor! Setembro também marca o início da colheita de maçã e pera. Alguns quintais ficam com o chão completamente forrados dessas frutas.

A macieira do meu vizinho quando ainda morava em Gotemburgo. Os veadinhos faziam a festa de madrugada!

Sei que tem gente que não gosta tanto assim, mas para os suecos as maçãs suecas são as melhores do mundo. Hm, eu diria que há controvérsias.

Eleições

Outra curiosidade que envolve esse mês é que a cada quatro anos, os eleitores podem escolher os candidatos nacionais para o Parlamento Sueco (Riksdag), bem como para o governo regional e local. A última eleição que ocorreu foi em 2018 e surpreendentemente o partido xenofóbico aumentou seu percentual de simpatizantes (em 2014 era 12,9%, 2018 foi para 17,5%). Teremos eleições em 2022 e aí quero só ver qual a situação que teremos até lá.

E tem mais

Na região mais ao sul do país as árvores aos poucos vão se tornando mais alaranjadas. Entretanto, como 80% das árvores na Suécia são abeto (Picea), elas continuam lindamente verdinhas. Saiba que bem mais da metade do país é coberto por florestas.

Um pedacinho das árvores na região onde moro em Estocolmo

Além de tudo isso que eu contei pra você, esse mês também é considerado um mês de várias estações. Sabe como? Ainda é verão nas planícies e litorais das províncias do sul do país, é outono na parte central e o inverno já começa a dar as caras lá nas terras altas da Lapônia. Sacou?

Vi ses… hej då! 😉

8 pensamentos

  1. Era disso que eu estava sentindo mais falta <3
    Tão bom ver um post teu cheinho de curiosidades e essas fotos lindas!
    Vendo sobre a troca de estação já me lembro da Alemanha e o quanto eu adorava o outono… vendo tuas fotos dá pra matar (nem que seja só um pouquinho) as saudades.

    1. Eu também estava sentindo falta!
      Voltei com as curiosidades porque é algo que eu gosto e vejo que tem bastante gente que se identifica também. Próxima semana vou mostrar alguns lugares da Suécia. Aguarde!
      Acho que lá pra final de outubro vou poder matar as suas saudades ainda mais, porque aqui estará tudo laranjinha e irei tirar mais fotos. Viu como tô empolgada com o retorno?! 😀

  2. Oi Vania tudo bem? .. Muito bom esse teu blog, que bom que voltaste! Eu te acompanhava desde 2016, quando meu filho Tiago, minha nora Letícia e minhas duas netinhas, Clara que faz 10 anos agora em 24/09 e Marina que fez em maio 8 anos, então qdo eles foram morar em Lund, no Sul da Suécia! Comecei aí a ler bastante o teu blog nessa época, pra conhecer e saber das curiosidades desse país tão diferente do nosso, mas que tem muitosss brasileiros espalhados por todo ele! Já deu pra ir em Lund três vezes nesses 4 anos, e espero poder ainda ir algumas outras vezes! Tudo o que conheci achei muito lindo, e essas áreas verdes me encantam! Acho que no próximo ano ainda vai ser difícil ir de novo, mas em 2022, com a graça de Deus 🙏, quero ver se dá pra gente ir! As saudades da família doem muito, mas a vida é assim, né?! Teus pais e teu familiares, e com certeza tu também, devem sofrer desse mal, né??! A saudade é constante na vida de quem tem seus queridos morando em outros paises, onde o acesso sempre é bem mais difícil é bem caro! Grande beijo e abraço pra ti .. e muito bem vinda de volta! Adoro ler os teus textos aqui, ver as tuas fotos e comentários no Instagram e tbm no facebook! .. Até! E .. me atrevo a escrever o tchau nessa língua muito complicada .. 😊😉 .. Hei då! 🙋🏼

    1. Olá Luiza, por aqui tudo bem e espero que contigo também! 🙂
      Que notícia maravilhosa saber que você me acompanha há tantos anos. Fico extremamente lisonjeada! <3
      Ficar longe da família e das pessoas que amamos nesse momento tão delicado realmente é bem difícil. Não vou ao Brasil há mais de 1 1/2 ano e estou com tanta saudade que chega a doer no peito. Espero que até o próximo ano toda essa situação do corona tenha passado e que eu finalmente possa viajar. Estou torcendo muito!
      Obrigada por compartilhar um pouquinho da sua vida comigo e como você está se sentindo frente a todos esses desafios que tens passado. E te agradeço imensamente pelo carinho e por me acompanhar em todas as redes sociais. Amo saber quando vocês fazem isso e curtem o conteúdo que compartilho. Faço tudo isso de coração.
      Mas olha, força aí, hein! Daqui a pouco já estaremos em 2022 e espero que mais felizes do que nunca.
      Um grande beijo! Puss! Puss!

    1. Oi Aline!
      Que bom que agora você já sabe o nome. Dá pra fazer várias coisinhas gostosas, incluindo até molho. A gente aqui em casa ama! 😉

Faça a teimosa feliz. Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.